Homem tortura esposa e diz: “se não morrer, volto para terminar o serviço”

171
Foto: Reprodução

Uma mulher de 31 anos foi brutalmente agredida e torturada pelo marido, de 40 anos, na ultima terça-feira (10). A sessão de tortura durou pelo menos uma hora e meia e só cessou depois que o suspeito achou que poderia ter conseguido matá-la. As informações do site O LIVRE

O caso aconteceu no Bairro Santo Antônio, em Araputanga (340 km de Cuiabá). A tortura começou por volta das 13 horas e só teve fim às 14h30.

Segundo o relato da mulher, o marido a manteve sob constante tortura, a ameaçando o tempo todo com uma faca e, em determinado momento, deu um golpe com um ferro na cabeça dela e disse:

“Está feito, se não morrer eu volto para terminar o serviço”, consta no boletim de ocorrência. Depois disso, ele fugiu.

A mulher conseguiu acionar a polícia e o socorro médico. Ela foi levada de ambulância para um hospital da cidade e, depois, encaminhada ao Hospital Regional de Cáceres, pois ficou com fratura craniana.

A Polícia Militar fez rondas pela cidade em busca do suspeito. Porém, até o registro da ocorrência, ele não foi encontrado. A Polícia Judiciária Civil irá investigar o caso.