Idam beneficia pequenos produtores de Parintins com novo modelo de Ater

Foto: Divulgação/Idam

Para atender pequenos produtores que trabalham com a pecuária e cultivos agrícolas em Parintins, o Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam), iniciará, no mês de fevereiro, um novo modelo de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater), que inclui os trabalhos de mecanização agrícola no município.

Nesse modelo, o Idam disponibiliza a patrulha e implementos agrícolas (roçadeira, distribuidor de calcário e grades aradora e niveladora), e o produtor, em contrapartida, entra com o diesel financiado pela Agência de Fomento do Amazonas (Afeam) para operação dos equipamentos.

O objetivo é incentivar o aumento da produtividade, diminuir o esforço físico do trabalhador no campo e, especialmente, combater o desmatamento e as queimadas. Inicialmente, 15 famílias do entorno da cidade irão receber os serviços. E a meta para os próximos meses é atender até 50 famílias de outras localidades de Parintins.

O modelo, que vem sendo utilizado no município de Presidente Figueiredo e no Distrito de Santo Antônio do Matupi, em Manicoré, como proposta institucional, já beneficiou cerca de 90 famílias rurais com a mecanização de 290 hectares, que receberam os plantios de culturas como o limão, a laranja, o milho, hortaliças em geral, além da recuperação de pastagens para alimentação do gado.

De acordo com o diretor-presidente do Idam, Valdenor Cardoso, a mecanização agrícola, no município, será destinada para pequenos produtores, que desejam fazer a transição da pecuária extrativista para a pecuária regenerativa ou pecuária sustentável. E ainda para aqueles produtores que trabalham com outras atividades e que cultivam alimentos na base da enxada, com sacrifício e esforço físico.

“A ideia é que possamos atender, por meio da assistência técnica, aqueles produtores que possuem de um a três hectares, para que seja possível triplicar a produtividade de mandioca e obter maior rendimento por área. E, a partir do cultivo de mandioca, fazer a implantação de culturas permanentes em Sistemas Agroflorestais (SAFs), a exemplo do cacau consorciado com o açaí e outras espécies florestais”, disse Valdenor, ao destacar que é determinação do governador Wilson Lima ajudar o pequeno produtor a melhorar sua estrutura de produção e gerar renda no campo.

Segundo o gerente do Idam em Parintins, Rickson Valente, o município tem potencial para a pecuária, e há muito tempo essa atividade vem precisando de incentivos para avançar. “Parintins possui áreas com pastagens degradadas, e esses equipamentos chegam para dar vida a essas pastagens, que são tão importantes para quem trabalha com a criação de bovinos”, destacou Rickson, ao agradecer a iniciativa do governo estadual.

Outros programas

O Pró-mecanização e Pró-calcário são programas gerenciados pela Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror) que oferecem o uso da mecanização com a utilização de tratores para limpeza e preparação do solo, assim como a aplicação do calcário para diminuir a acidez da terra, que é uma caraterística dos solos encontrados no Amazonas.

Em 2020, mais de R$ 1,7 milhão em projetos elaborados pelo Idam foram aprovados pela Afeam para o Pró-mecanização e Pró-calcário.

Com informações da assessoria