Idam realiza ação para renovação e retirada do cartão do produtor rural em Parintins

Foto: Divulgação/Idam

O Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Amazonas (Idam) realizou, em Parintins (a 372 quilômetros de Manaus), uma ação concentrada para a renovação e retirada de Cartão do Produtor Primário e preenchimento do formulário de Declaração de Aptidão ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (DAP) e ao Crédito Rural (CAR). O mutirão atendeu 55 produtores rurais da comunidade Santa Fé, no assentamento Vila Amazônia, no município, e foi coordenado pela equipe da unidade local do Idam em Parintins, na última semana.

O mutirão faz parte de uma iniciativa do Idam de realizar ações no assentamento Vila Amazônia, uma das regiões que mais contribuem com a produção agropecuária no município. O objetivo é disponibilizar de forma mais acessível serviços às famílias assentadas.

Segundo o gerente da unidade local do Idam em Parintins, Rickson da Cruz Valente, a finalidade destas ações é preparar os produtores agrícolas da Vila Amazônia para que um número cada vez maior seja atendido pelo Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e outras políticas públicas, isto porque é preciso estar com a documentação em dia para ter acesso a esses serviços.

“Isso está sendo feito agora para que, no ano vem, nós possamos ter um grande aumento no número de produtores atendidos pelo PAA”, disse Rickson. “Neste ano, já incluímos 21 produtores e queremos que, ano que vem, o número chegue a pelo menos 100 produtores rurais do município de Parintins atendidos pelo PAA”, complementou.

Com o sucesso deste primeiro mutirão, o Idam se prepara agora para repetir a ação em outras comunidades da Vila Amazônia, ainda no mês de outubro.

Parintins conta hoje com cerca de dois mil produtores com o Cartão do Produtor Primário, sendo as culturas da banana, mandioca, guaraná, melancia, feijão e malva algumas das atividades agrícolas mais praticadas no município. Outras atividades econômicas de destaque na região são a bovinocultura e a pesca, que são o foco de projetos de financiamento e crédito rural ainda em fase de desenvolvimento. “Estamos realizando ações junto à colônia de pescadores, onde pretendemos fazer este ano cinquenta projetos pela Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam)”, acrescentou Rickson.

As informações são da assessoria