Idosa perde R$ 540 mil acreditando viver romance virtual com o cantor Bruno Mars

Foto: Reprodução/Instagram

Uma idosa, de 63 anos, que mora no Texas, nos Estados Unidos, depositou US$ 100 mil (cerca de R$ 540 mil) para um homem que ela acreditava ser o cantor Bruno Mars. De acordo com as investigações, Chinwendu Azuonwu se passou pelo artista e fez a mulher acreditar que estava vivendo um romance virtual com ele. O homem foi preso nesta semana. As informações são do ISTOÉ.

Segundo promotores do condado de Harris (EUA), o golpe começou em setembro de 2018. Em depoimento, a mulher contou que uma pessoa fingindo ser Mars a convenceu de que ela compartilhava uma conexão significativa com o cantor de 35 anos. Ela também disse aos investigadores que ele queria sair da turnê que fazia na época para ficar com ela.

Pouco tempo depois, o golpista passou a pedir dinheiro para a mulher. Primeiro, o Mars falso pediu à idosa US$ 10 mil (R$ 54 mil) para “um amigo da banda” a fim de ajudar a custear as despesas da turnê. Dois dias depois, o golpista solicitou à vítima mais US$ 90 mil (R$ 486 mil). Os valores foram depositados em duas contas, uma aberta pelo próprio Chinwendu e outra, pelo comparsa dele, Basil Amadi.

Conforme o jornal Click2Houston, a dupla é acusada de lavagem de dinheiro. Se condenados, eles podem passar de dois a dez anos na prisão.O valor da fiança do golpista foi estipulado em US$ 30 mil (cerca de R$ 161 mil).