Incorporadoras e construtoras voltam a crescer em Manaus

Imagem: Pixabay
Manaus Alerta
Postado por Manaus Alerta

A atividade de construção apresentou uma leve recuperação no último ano, devido às novas ações do Governo para reduzir taxas de financiamento bancário e ao otimismo do setor de construção civil após a grave crise político-econômica assistida pelo Brasil. Atualmente, os preços no mercado estão muito estabilizados e alguns setores já estão crescendo acima do crescimento do país.

Este é o caso da construção civil. De fato, o crescimento registrado no segundo bimestre do ano – março e abril – foi de 1,96%, o que significa 0,06 ponto percentual a mais do que as empresas do setor esperavam, de acordo com o Ministério do Comércio. As expectativas de crescimento são positivas para 2020 em todos as regiões brasileiras, inclusive no Amazonas, mais precisamente no ramo de imóveis em Manaus.

Na cidade de Manaus, as incorporadoras imobiliárias estimam que crescerão em média 6,83%; enquanto as construtoras esperam uma expansão de 3,38% e os fornecedores de materiais, 1,58%. Quanto aos tipos de construção, as residências têm a maior expectativa de crescimento para este novo ano. No entanto, deve-se notar que é a habitação informal que tem a maior projeção. De fato, estima-se que 68% da produção de tijolos seja destinada ao mercado informal. Tais dados são muito razoáveis, porque está condicionado à meta de inflação.

Confira, então, algumas etapas básicas que você deve ter em vista sempre que realizar um desenvolvimento imobiliário, caso você esteja interessado em ingressar nesse setor, que promete muito otimismo para 2020, especialmente em Manaus:

  1. Conceituação do projeto

A conceituação de um projeto imobiliário começa com a identificação de um imóvel ou terreno, com certas características que cobrem uma demanda ou necessidade em uma determinada área. Essa conceituação inclui a pré-estruturação jurídica e financeira do projeto, estudos de viabilidade e conceitual, análise de risco e a avaliação da viabilidade do desenvolvimento imobiliário.

  1. Legislação, estrutura legal e fiscal das operações imobiliárias

Verifique se é possível obter as permissões necessárias de acordo com a legislação vigente. Considere o regime legal da propriedade, o planejamento urbano e o regime fundiário, o registro público da propriedade, a avaliação da propriedade, os encargos tributários e a estrutura legal aplicável às operações imobiliárias.

  1. Plano de negócios e financiamento

Documente a análise das informações, a viabilidade e a viabilidade do projeto imobiliário. Desenvolver a proposta, sua abordagem, seu objetivo, analisando vários fatores, tais como: marketing e benchmarking, riscos, contingências e oportunidades, pontos fortes, pontos fracos, oportunidades e ameaças, os recursos a serem utilizados (financeiro, jurídico, jurídico, humano, tecnológico etc.) .), escopo, custos e serviços públicos. Identificar fontes de financiamento para o desenvolvimento do projeto imobiliário, recursos próprios do incorporador, contribuições de capital de investidores, empréstimos-ponte e empréstimos diretos, agência de crédito, taxas de juros, garantias, etc.

  1. Compra ou seguro da propriedade

A compra ou seguro do imóvel é transcendental e pode ser feito após o estudo de viabilidade de mercado. Garantir a avaliação do imóvel, livre de ônus, financiamento, escritura e gestão de documentos é essencial nesse quesito, e um fator que não deve ser despercebido.

  1. Organização de design, planejamento e desenvolvimento

Abrange projetos de arquitetura, engenharia, consultores, contratados, serviços jurídicos e contábeis, estudos, orçamentos, programas, manuais, políticas e procedimentos; bem como planejamento de trabalho, processos de construção e aquisição de recursos.

  1. Estudos e autorizações

Realizar e gerenciar os estudos, permissões e documentação exigidos pelas autoridades governamentais para a realização do desenvolvimento imobiliário.

  1. Construção

Construir empreendimentos imobiliários de acordo com o projeto, diretrizes e planejamento definido. Este passo dará visibilidade de mercado e diante de clientes, especialmente quando a obra estiver em andamento. O que pode facilitar a busca por apartamentos à venda em Manaus, por exemplo. Vale a pena caprichar em unidades decoradas, a fim de que os possíveis clientes conheçam de uma maneira concreta o empreendimento.

  1. Marketing imobiliário

Também há outras ações para divulgar uma obra em projeto na planta, em andamento ou já concluída. Avaliar e desenvolver estratégias de marketing e divulgação de acordo com as necessidades ou desejos existentes no mercado imobiliário, objetivos, previsões e orçamento é muito importante para  um empreendimento, seja ele em Manaus ou qualquer outro lugar. Publicidade, relações públicas e promoções no local são itens imprescindíveis.

  1. Marketing: para venda ou aluguel e administração

Realizar a promoção e a venda de empreendimentos imobiliários, ou o aluguel e a administração dos mesmos (se seu objetivo não for a venda) deve ser um posicionamento muito bem traçado, a fim de não se perder dinheiro. Uma obra parada ou concluída, mas que não possui liberações ou documentação necessária pode trazer muito prejuízo e dores de cabeça.

Os interessados ​​em adquirir novas propriedades em Manaus devem:

  • Conhecer ou investigar o nome da empresa de construção que lidera o projeto;
  • Saber se o comerciante da propriedade é o legítimo proprietário do direito de propriedade, ou seja, que sua condição de proprietário esteja registrada no certificado de liberdade e tradição da propriedade;
  • Ter documentação que comprove que o imóvel esteja livre de limitações ao domínio e/ou ônus, como usufrutos, arrendamentos, falsa tradição, hipotecas/financiamentos, penhoras, entre outros;
  • Ter ciência de que, no caso de um novo domicílio que, por meio de transferência, seja registrado o ato legal de Certificação Técnica de Ocupação, que a documentação deverá ser expedida pela empresa de supervisão técnica contratada para a obra ou projeto;
  • Exigir uma cópia dos planos, licenças, permissão de vendas, tradição da propriedade (ou seja, escrituras públicas), além de uma cópia dos regulamentos de propriedade horizontal, se for o caso.

Embora cada empreendimento imobiliário seja único e tenha suas peculiaridades, é importante ter sempre em mente essas etapas, que são essenciais para garantir o sucesso do empreendimento e garantir a rentabilidade dos investidores, bem como o prestígio e a imagem de um desenvolvedor.

Agora que você já sabe os motivos que têm contribuído para que incorporadoras e construtoras tenham voltado a crescer em Manaus, compartilhe este post em suas redes sociais!


Deixe um comentário