Indústria amazonense cresce 65% em junho após retorno

Foto: Arquivo /Agência Brasil

A Pesquisa Industrial Mensal, divulgada hoje (11), pelo IBGE, mostra que, na comparação com maio de 2020, a indústria amazonense registrou crescimento de 65,7% em junho, bem maior do que a média nacional (8,9%). Isso pode refletir em grande medida a ampliação do movimento de retorno à produção (mesmo que de forma parcial) de unidades produtivas que paralisaram/interromperam seus processos produtivos, em função dos efeitos causados pela pandemia da COVID-19.

No entanto, apesar do crescimento de maio para junho, quando se compara a produção industrial de junho de 2020 com mesmo mês do ano anterior, observa-se um resultado negativo de 10,4%. No acumulado do ano, período de janeiro a maio de 2020, houve melhora em relação ao mês anterior, mas ainda com forte retração de -19,7% se comparado com ao mesmo período de 2019.
Esses recuos em relação ao ano 2019 refletem o movimento de menor intensidade no ritmo da produção industrial, ainda influenciada pelos efeitos do isolamento social, e que afetou o processo de produção.

Comparação com outros estados

O desempenho da indústria amazonense de 65,7% em junho de 2020 em relação ao mês anterior foi o melhor em relação às outras Unidades da Federação. Os piores desempenhos foram os do Mato Grosso, com –0,4%, do Espírito Santo, com 0,4% e o da Bahia, 0,6%. Os melhores desempenhos foram os do Amazonas, com 65,7%, do Ceará, com 39,2% e do Rio Grande do Sul, com 20,5%.

Com informações do IBGE