Nesta quinta-feira (26), o Amazonas chegou a 67 pessoas infectadas por novo coronavírus. Os dados são divulgados diariamente pelo Governo do Amazonas, por meio da Fundação de Vigilância e Saúde (FVS-AM), por coletiva de imprensa virtual. A novidade são dois novos casos no interior, sendo 1 de Santo Antônio do Içá e 1 em Boca do Acre, além de 2 casos já conhecidos de Parintins.

De acordo com a diretora presidente da FVS-AM, Rosemary Pinto, desse total 7 pessoas estão internadas, sendo 6 na rede privada e 1 no Delphina Aziz. Um desses pacientes está na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) com a vida em risco, mas está sendo medicado com cloroquina. Os demais seis internados estão bem e estáveis.

Um idoso de 88 anos teve grande avanço na recuperação e deve receber alta ainda na tarde desta quinta-feira. Ao todo, de quarta para esta quinta-feira são 13 novos casos registrados no Estado.

Santo Antônio do Iça

Um médico que esteve nos estados de Santa Catarina e Paraná, antes de retornar para Santo Antônio do Içá, testou positivo para Covid-19. Médico do DSEI Alto Rio Solimões, o profissional chegou no município no dia 18 de março, e no dia seguinte passou a ter sintomas de tosse e febre, e prontamente se isolou em casa. No início da noite de ontem (25) o teste realizado no Laboratório Público Central (Lacen) deu positivo para novo coronavírus.

Boca do Acre

Já o caso de Boca do Acre, apesar de o município ficar no Amazonas, o teste foi realizado pelo laboratório de Rio Branco no Acre. De acordo com a Prefeitura de Boca do Acre, o caso é de um homem de 31 anos, que já está em isolamento social e recebendo o devido acompanhamento da Secretaria de Saúde da cidade. Outros 3 casos estão em investigação.

Curva dos casos

Perguntada pelo Manaus Alerta, sobre o comportamento da curva de crescimento de casos, se está enfraquecendo e se há previsão de redução, a diretora Rosemary disse que os dados ainda são insuficientes para fazer uma estimativa.

“É necessário entender que no início da epidemia tínhamos 100% de casos importados, que se infectaram fora do Amazonas. Algumas dessas pessoas passaram para familiares ou para contatos próximos. A partir dos últimos dias estamos passando para transmissão comunitária. Isso que quer dizer que a nossa curva ainda não é uma curva de casos estritamente do Amazonas”, detalhou a diretora.

Ela salienta inda que ainda estamos no início da epidemia. “Não sabemos como o vírus vai se comportar na nossa população. Pode ser que consigamos interromper a progeção do vírus e a curva achatar, mas pode ser que aumente a transmissão e o número cresça. O que temos observado é que o covid-19 se comporta como os outros vírus respiratórios. Quando faz sol os casos reduzem, e quando faz chuva os casos aumentam. Então nesse momento nos temos números insuficientes de casos para fazer estimativas da curva”, completou.

Medidas

Começou a valer nesta quinta-feira, a medida onde pessoas que desceram no aeroporto de Manaus serão monitorados por equipes de vigilância sanitária da FVS-AM por meio de aplicativo. O porto teve o transporte fluvial apenas de passageiros suspenso, até segunda ordem.

Outra medida de Wilson Lima da aos agentes da FVS-AM o poder de polícia. “Será importante para que os agentes estejam na rua e possam estar a disposição da população de maneira mais eficiente e realizando ações importantes para o surto”, argumentou Rosemary Pinto.

Também foram comprados já pelo Governo do Amazonas, 31 mil quites de teste rápido para o novo coronavírus que devem já estar sendo utilizados em breve.

Portal Manaus Alerta