Mundo

Influencer russo que matou a namorada durante live é condenado a seis anos de prisão

Foto: Reprodução

O Tribunal de Justiça de Moscou, na Rússia, condenou nesta semana o influencer russo Stanislav Reshetnikov, de 30 anos, mais conhecido como ReeFlay, a seis anos de prisão. Ele foi acusado de matar a namorada, Valentina Grigoryeva, de 28, em dezembro do ano passado, em Ivanovka. As informações são do jornal Daily Mail.

Em dezembro, atendendo pedidos de seus seguidores, ReeFlay mostrou durante uma transmissão ao vivo a namorada usando apenas calcinha e sutiã na varanda do seu apartamento, em meio a temperatura abaixo de zero. Na gravação, o youtuber é visto arrastando o corpo da namorada por um corredor até o sofá.

“Valya, você está viva? Minha coelhinha, o que há com você? Valya, Valya, droga, você parece que está morta! Coelhinha, por favor, diga alguma coisa!”, disse Stanislav na transmissão. Na sequência, o youtuber olhou para câmera e disse: “companheiros, sem pulsação… ela está pálida. Não está respirando”.

Internautas que acompanhavam a live chamaram uma ambulância. No início, os investigadores suspeitavam que Valentina tivesse morrido de hipotermia, mas a autópsia revelou que a causa da morte foi por “lesões na cabeça”.

No julgamento, ReeFlay admitiu que havia batido várias vezes na cabeça da namorada. Ainda conforme as investigações do caso, torturas contra Valentina eram comuns. O russo teria recebido o equivalente a R$ 5,2 mil para infringir a namorada durante uma live. A morte chocante gerou apelos na Rússia para uma proibição urgente da “violência real” online.