INSS: teto da aposentadoria e de benefícios fica em R$ 6.433 após reajuste

Foto: Divulgação

O governo federal oficializou, em portaria publicada nesta quarta-feira (13/1) no Diário Oficial da União (DOU), o reajuste de 5,45% no valor dos benefícios concedidos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

A correção tem como base a inflação para famílias de baixa renda, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) de 2020, divulgado nessa terça-feira (12/1) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Puxado sobretudo pelo crescimento dos preços dos alimentos, o índice acumulou alta de 5,45% ao longo do ano passado. Conforme a legislação brasileira, a correção dos benefícios acima de um salário mínimo segue o INPC.

Leia a matéria completa no Metrópoles, parceiro do Manaus Alerta.