Instituto Butantan acusa Anvisa de retardar chegada de material para a vacina chinesa

Foto: PIXABAY

O diretor-geral do Instituto Butantan, Dimas Covas, esquentou a guerra das vacinas na qual o Brasil está mergulhado ao acusar a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) de retardar a importação da matéria-prima para produzir a vacina da farmacêutica Sinovac contra o novo coronavírus. O Butantan é parceiro da Sinovac nos testes dessa que virou a vacina da discórdia após o presidente Jair Bolsonaro afirmar que o país não comprará o imunizante chinês.

Dimas Covas disse ao jornal Folha de S.Paulo nesta quinta (22) que pediu a liberação excepcional da importação da matéria-prima no último dia 23 de setembro, e que, também nesta quinta, recebeu a informação de que o assunto só será tratado em reunião marcada para 11 de novembro.

Leia a matéria completa no Metrópoles, parceiro do Portal Manaus Alerta