Cidades

Internos do CDPM 1 prestam primeiro vestibular para cursos EAD da Estácio

Foto: Divulgação/Seap

Ao longo desta terça-feira (27), cerca de 80 reeducandos do Centro de Detenção Provisória Masculino 1 (CDPM 1) prestaram o primeiro vestibular para cursos de Ensino Superior à Distância da Universidade Estácio de Sá, na unidade prisional, localizada no Km 08 da BR-174 (Manaus-Boa Vista).

A ação, coordenada pela cogestora New Life, está inserida no programa de educação desenvolvido pela Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), “Conhecimento que Liberta”.

Os internos que se apresentaram para realizar as provas são dos pavilhões 2, 3, 4 e 6. Se aprovados, eles concorrerão a bolsas de 70% de desconto, durante o primeiro ano do curso escolhido, e 50% nos seguintes. Os cursos ofertados são em maioria tecnólogos, podendo durar de dois a quatro anos. Algumas das graduações são Logística, Recursos Humanos, Gestão Comercial, Empreendedorismo, Turismo, entre outras.

A matrícula dos reeducandos fica sob a responsabilidade de seus familiares, assim como a mensalidade. As aulas acontecerão no laboratório existente do CDPM 1. Todo o material de computação e escolar foi disponibilizado pela universidade. Os graduandos contarão com a instrução e auxílio de monitores da instituição durante a realização das aulas.

“A faculdade veio trazer uma grande oportunidade para os internos do CDPM 1, no que se refere à mudança de postura, pensamento e futuro. Uma nova página está sendo escrita no sistema prisional, hoje, através desta iniciativa educacional”, frisou o diretor do CDPM 1, Dyego Castelo Branco.

Segundo um dos representantes da Estácio que acompanhou a realização das provas, Wendson Silva, a meta é implementar o ensino superior em todas as penitenciárias do Amazonas, da capital e do interior. “Nós vislumbramos aqui a chance de mudar a vida dessas pessoas através da educação. Com o ensino superior elas terão um conhecimento diferenciado, qualificação e mais oportunidades no mercado de trabalho quando saírem em liberdade”, disse ele.

O reeducando Cristian (nome fictício) é um dos apenados que sonha com a nova vida. Com o objetivo de fazer um curso técnico em enfermagem vivo dentro de si, ele agradeceu pela oportunidade dada. “Em nome de todos os presos, eu quero agradecer a chance que a Seap e a Estácio estão dando de cursarmos uma faculdade. Através dessas oportunidades abrimos nossa mente e mudamos nossa história para melhor”.

Programação 

Semana passada, 28 internas do Centro de Detenção Provisória Feminina (CDPF) prestaram vestibular. No início do mês de maio, a ação acontecerá para os reeducandos do Centro de Detenção Provisória Masculino 2 (CDPM 2) e da Unidade Prisional do Puraquequara (UPP).

Com informações da assessoria