Internos do Dagmar Feitosa recebem evento para celebrar notas do ENEM

Foto: Divulgação/Sejusc

O Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), promove no dia 3 de fevereiro, segunda-feira, o evento “Curumim Pai D’Égua”, para celebrar as notas alcançadas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) por internos que cumprem medidas socioeducativas no Centro Dagmar Feitosa. É a primeira vez que adolescentes da unidade, que atua há 29 anos no estado, concluem o Ensino Médio com pontuação suficiente para acesso à formação superior.

O evento acontece a partir das 9h no centro socioeducativo, localizado na rua Vivaldo Lima, bairro Alvorada, zona centro-oeste de Manaus. A programação da cerimônia inclui o acolhimento das famílias dos internos que prestaram o Exame Nacional do Ensino Médio para Pessoas Privadas de Liberdade (Enem/PPL), dinâmica em grupo e roda de conversa entre os presentes, com troca de experiências entre os participantes.

A secretária de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania, Caroline Braz, destaca que o “Curumim Pai D’Égua” faz um contraponto ao ato infracional, mostrando que a educação tem sido uma medida prioritária nos centros socioeducativos administrados pelo Governo do Amazonas. Além da escolarização, os internos participam de oficinas de reciclagem, aulas de informática e recebem bolsas de estudo para ingresso no Ensino Médio Técnico em instituições privadas.

“É muito gratificante observar o caminho tomado por esses jovens depois de receberem acompanhamento psicológico, pedagógico e profissionalizante do Governo do Estado”, comenta a titular da Sejusc. “As notas para entrar em universidades revelam um trabalho em conjunto pela garantia de direitos e, acima de tudo, apontando um recomeço para os internos. O nosso objetivo é aumentar esses números e contar novas histórias de superação”.

Ao todo, dez adolescentes, de idades entre 16 e 18 anos, prestaram o Enem/PPL em dezembro do ano passado. Dois deles, naturais de São Gabriel da Cachoeira e Lábrea, concluíram o Ensino Médio na Escola Estadual Josephina de Melo, que funciona nas dependências do Dagmar Feitosa.

A nota possibilitou aos adolescentes a chance de entrar em universidades públicas. Os demais devem concluir esta etapa dos estudos entre 2020 e 2021, no entanto, após realizarem o Enem, o grupo surpreendeu obtendo pontuação para bolsas em instituições privadas, que podem variar de 50% a 100%.

*Com informações da assessoria

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui