Cidades

Investigações sobre morte de advogado estão sendo conduzidas sob sigilo, afirma OAB

Não se pode precisar quais sequelas foram adquiridas devido ao ferimento por arma de fogo até o final deste primeiro tratamento.
Redação
Postado por Redação

Por meio de nota, a Ordem dos Advogados do Brasil seccional Amazonas (OAB-AM) informa que as investigações em torno do caso da morte do advogado Wilson Justo Filho estão sendo conduzidas com sigilo pela Unidade de Apuração de Ilícitos Penais (UAIP) que apura casos envolvendo policiais civis e que funciona nas dependências da Delegacia Geral.

Dois delegados, Josué Rocha e Antônio Chicre, além de dois advogados da Ordem e da Associação Brasileira dos Advogados Criminalistas (Abracrim) regional Amazonas, foram designados para acompanhar os trabalhos que estão sendo realizados pela comissão instaurada para proceder as investigações.

Na segunda-feira (4), a Delegacia Geral deverá apresentar as conclusões de tudo o que foi levantado. O prazo de dez dias atende também à uma solicitação do Ministério Público do Estado (MPE-AM) que já requereu o envio do Inquérito Policial dentro do referido prazo.

A OAB-AM informa ainda que todas as testemunhas, apesar de terem recebido recomendações médicas expressas para tratamento e repouso devido às lesões, estão contribuindo e comparecendo às oitivas para os esclarecimentos dos fatos. A Procuradoria de Prerrogativas da OAB-AM também está prestando o apoio jurídico necessário às vítimas.

Com informações da assessoria

Comentários

Deixe um comentário