Irmãs mineiras são primeiras gêmeas a realizar mudança de sexo no Brasil

foto: reprodução/@maylaphoebe09/ sofialbuck/Instagram

Sofia Albuquerque e Mayla Phoebe, irmãs gêmeas de 19 anos, fizeram história no Brasil, ao serem as primeiras a realizar a cirurgia de mudança de sexo, procedimento cientificamente conhecido como redessignação sexual. As duas nasceram com o sexo biologicamente masculino, mas antes mesmo de atingirem a maioridade, já haviam decido por fazer a mudança física.

As dus fizeram a cirurgia quase que ao mesmo tempo, porque Mayla foi operada no último dia 10 de fevereiro, no Hospital Santo Antônio, em Blumenau, Santa Catarina, com duração de cinco horas. Já Sofia passou pela cirurgia no dia seguinte, na quinta-feira (11). As duas receberam alta médica e estão em recuperação na mesma cidade. Os procedimentos cirúrgicos foram pagos pelo avô das gêmeas, que vendeu uma casa para ajudá-las.

As gêmeas nasceram no interior de Minas, na cidade de Tapira, no Alto Paranaíba, e sempre tiveram apoio dos pais e da família, principalmente no processo de mudança.

Em entrevista ao site BHAZ, Sofia explicou que desde pequenas as duas tinham consciência de que o corpo masculino não representava o que as irmãs se sentiram ser. “Eu fiz a cirurgia porque não me sentia confortável com o corpo que vim ao mundo, então eu readequei ele da forma que eu queria que ele ficasse para eu poder viver sem nenhuma frustração”, disse.

Pelas redes sociais, Mayla conto que o único temor era a aceitação da sociedade. “Eles [pais] me apoiaram desde sempre, nunca tive rejeição. Meus pais sempre souberam, foi como se eu já tivesse nascido mulher”, detalha.

 Da redação – Manaus Alerta