Brasil

Jovem foi morta porque amiga queria testar se era psicopata

Foto: Reprodução Facebook

Para testar se era psicopata e como se comportaria após cometer o assassinato de uma pessoa, uma amiga e outros dois comparsas planejaram a morte da jovem Ariane Bárbara Laureano de Oliveira, de apenas 18 anos. Ela foi dada como desaparecida entre os dias 24/8 e 30/8, quando o corpo foi encontrado em uma área de mata, no Setor Jaó, em Goiânia.

O delegado Marcos de Oliveira Gomes, da Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios (DIH), apresentou nesta quarta-feira (15) os detalhes sobre a elucidação do caso. Segundo ele, três amigos (duas moças e um rapaz) traçaram o plano do homicídio de Ariane e a escolheram aleatoriamente, com a intenção única de testar o comportamento psíquico de umas das garotas envolvidas no crime.

Ariane foi atraída por eles, no dia 24/8, ao ser convidada para sair e tomar um lanche. Ela chegou a enviar uma mensagem de áudio para a mãe, avisando que sairia com as amigas. Pelo tom da fala, ela aparentava estar alegre e animada para o compromisso, conforme descrição do delegado. A última vez que a mãe a viu foi às 20h daquele dia, quando ela saiu de casa.

Confira a matéria completa no Metrópoles, parceiro do Manaus Alerta