Jovens são presas transportando R$ 7 mil em ouro ilegal em embarcação, no AM

Foto: Divulgação/SSP-AM

Policiais da Base Fluvial Arpão prenderam duas mulheres e apreenderam 87 gramas de ouro ilegal durante fiscalização a uma embarcação no rio Solimões, em Coari (a 363 quilômetros de Manaus), na madrugada desta terça-feira (22/9). Avaliado em cerca de R$ 7 mil, o material com as infratoras vinha de Japurá, município a mais de 744 quilômetros da capital que é alvo de denúncias de garimpo ilegal.

O transporte de ouro de forma irregular é um crime ambiental, assim como a extração e garimpagem ilegal de minério e usurpação de matéria-prima da União. As prisões e apreensões do material ilícito ocorreram dentro da embarcação Puma. As mulheres tinham 25 e 23 anos. Além do ouro localizado com elas, os policiais encontraram 12 gramas jogadas em uma lixeira.

Durante a abordagem, os agentes interceptaram uma das passageiras com 53 gramas do mineral. Com a outra passageira abordada, foram pegos 22 gramas do mesmo material ilícito. Ainda durante a vistoria na embarcação, os policiais encontraram 12 gramas de ouro em um recipiente tubular, jogado na lixeira.

Com as duas mulheres, os policiais apreenderam ainda a quantia de R$ 6,8 mil em espécie. As suspeitas foram levadas à Delegacia de Polícia Civil da Base Arpão, onde foram autuadas em flagrante pelo crime de transporte ilegal de matéria-prima pertencente à União.

Criada pela Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), a Base Arpão atua de forma integrada com efetivos das Polícias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros Militar, Polícia Federal, Força Nacional, Secretaria de Operações Integradas (Seopi), do Ministério da Justiça e Segurança Pública, e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

A ação ocorre em conjunto com a Operação “Hórus”, um dos eixos do Programa Nacional de Segurança de Fronteiras e Divisas (Vigia), do Ministério da Justiça.

As informações são da assessoria