Lista de profissionais da SES-AM para serem vacinados é entregue à Prefeitura

Foto: Ruan Souza/Semcom

A Secretaria Estadual de Saúde do Amazonas (SES-AM) entregou à Secretaria Municipal de Saúde (Semsa Manaus), nesta sexta-feira, a lista com a quantidade e os nomes dos trabalhadores em saúde que serão vacinados contra Covid-19, nesta primeira fase de prioridades, nas dez unidades do Estado.

Foram definidos onze níveis de prioridade para esta primeira remessa de vacinas envidadas. Numa primeira fase dos níveis definidos, serão atendidos 2.402 profissionais que atuam em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) e salas de emergência de dez unidades: hospitais Francisca Mendes, Delphina Aziz, Platão Araújo, 28 de Agosto, da Zona Oeste, Fundação Cecon, Fundação de Medicina Tropical, João Lúcio, Zona Sul e maternidade Ana Braga.

Decisão da Justiça Federal determinou que no 28 de Agosto fossem aplicadas vacinas em 471 pessoas ainda hoje. A Prefeitura de Manaus deve executar essa primeira fase no prazo de dois dias.

A decisão sobre os trabalhadores a receber a vacina foi tomada em conjunto com os órgãos de fiscalização e controle junto com a SES-AM e a Semsa-Manaus. Foram redefinidos os critérios para vacinação dos trabalhadores da saúde das redes públicas estadual e municipal. As equipes estão sendo vacinadas de acordo com o nível de exposição e ambiente em que atuam no atendimento a pacientes com Covid-19.

A decisão foi tomada pelos poderes executivos estadual e municipal na Comissão Intergestores Bipartite do Estado do Amazonas (CIB), em acordo com os órgãos de fiscalização e controle.

Lista considera níveis de exposição – A definição de critérios para a lista foi aprovada entre representantes das duas pastas, Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), Ministério Público Estadual (MP-AM), Ministério Público Federal (MPF), da Defensoria Pública Estadual (DPE-AM), da Defensoria Pública da União (DPU) e do Ministério Público do Trabalho (MPT).

Pelo documento pactuado, estão sendo considerados níveis de exposição continuado e intermitente. Além disso, ficou definido que serão vacinados profissionais da saúde e trabalhadores de áreas administrativas, serviços gerais, maqueiros e alimentação que atuem diretamente no atendimento aos pacientes com Covid-19, conforme a prioridade do ambiente em que atuam. Serão priorizados trabalhadores com comorbidades comprovadas e acima de 60 anos.

Em exposição continuada estão os profissionais e trabalhadores de saúde que atuam no cuidado direto ao paciente exposto a Covid-19 em unidades de referência ou unidades que atendam as síndromes gripais. Já para o nível de exposição intermitente, estão aqueles que atuam no cuidado direto ao paciente de forma não continuada.

Com informações da assessoria