Livro de Mandetta promete bastidores da crise com Bolsonaro por conta da pandemia

Foto: Divulgação

Com direito a pré-venda pomposa na Amazon e a bastidores “até então desconhecidos do grande público”, está prestes a sair do forno o livro “Um Paciente Chamado Brasil”, de autoria do ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta. As informações são do site midiamax.

A obra, que tem 228 páginas, promete um relato detalhado dos últimos 90 dias de Mandetta à frente da pasta, aproximadamente, desde o dia em que recebeu da OMS (Organização Mundial da Saúde) o comunicado do estado de pandemia até seu desligamento televisionado.

Capa

A capa assinada por Alceu Chiesorin Nunes traz, em um fundo azul, uma curva vermelha ascendente, em alusão ao descontrole da pandemia no país, logo após a cloroquina entrar em campo e os conflitos entre Mandetta e Bolsonaro sairem dos bastidores para a TV e para as redes sociais. Na resenha do site de pré-venda, o combate ao novo coronavírus é descrito como um dos maiores desafios da carreira do ex-ministro e responsabilizam “sua defesa dos protocolos científicos no combate à pandemia e a transparência na comunicação com a sociedade” como responsáveis pela crise com o presidente.

A questão envolvendo a cloroquina e o isolamento social, bem como o “negacionismo” de Bolsonaro frente às evidências científicas estarão contemplados no relato, segundo Mandetta.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Já em pré-venda: “Um paciente chamado Brasil”, de Luiz Henrique Mandetta. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ O ex-ministro da Saúde narra em detalhes a luta para conter a covid-19 no Brasil durante sua gestão. Em um relato franco, ele aborda todas as questões que teve de enfrentar nesse período. Um livro para todos que queiram saber mais sobre os meandros da atual política brasileira. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ 📖 “Um paciente chamado Brasil” chega às livrarias em setembro. Saiba mais: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ No início de 2020, o então ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta enfrentou um dos maiores desafios de sua carreira: conter o avanço da covid-19 no Brasil. Sua defesa dos protocolos científicos no combate à pandemia e a transparência na comunicação com a sociedade acabaram desencadeando uma crise no governo federal. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ No mesmo estilo objetivo com que conduzia as coletivas de imprensa do ministério durante sua gestão, Luiz Henrique Mandetta relata, semana a semana, os cerca de cem dias em que esteve à frente da pasta, até sua exoneração, em 16 de abril de 2020. Revela bastidores do seu dia a dia — muitos até então desconhecidos do grande público, e que lançam uma nova luz sobre as movimentações políticas no Palácio do Planalto durante esse período. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Um testemunho de um dos momentos mais difíceis da história do Brasil atual. link para a compra: https://amzn.to/3267nvU

Uma publicação compartilhada por Henrique Mandetta (@henriquemandetta) em