Luiz ‘Guerreiro’ confia em nocaute para conquistar cinturão do Federação Fight X

13
Para ele, a vitória nessa luta pode abrir portas para eventos nacionais e internacionais- foto: divulgação/Semjel

A persistência para superar as adversidades ele carrega no nome. Luiz Filho, 25, conhecido como Luiz “Guerreiro”, promete buscar o nocaute contra Denis 3D para conquistar o cinturão Peso Galo da Federação Fight X, que será realizado neste sábado (15), em Belo Horizonte (MG). O lutador de MMA conta com apoio da Prefeitura de Manaus.

Com 10 vitórias em 13 lutas disputadas, sendo seis nocautes, três finalizações e uma por decisão, “Guerreiro” garante estar preparado para conquistar o cinturão e alçar voos mais altos na modalidade. Para ele, a vitória nessa luta pode abrir portas para eventos nacionais e internacionais.

“Meu treinamento está muito forte e focando sempre em minar a estratégia do meu adversário. Espero trazer o cinturão para Manaus e em seguida focar nos maiores eventos do Brasil e lá de fora, como na Rússia, Japão, o próprio UFC e o Bellator”. Luiz falou ainda do apoio concedido pela Prefeitura de Manaus. “É muito importante ter o apoio da Semjel e da prefeitura que é um incentivo para o esporte no Amazonas”, destacou.

Atleta do CT Daniel Freitas e Brotherhood Muay Thai, o amazonense é conhecido como nocauteador e tem entre seus principais feitos o nocaute mais rápido do Brasil, ao dar uma joelhada em seu oponente com três segundos e cinquenta e oito milésimos pelo Amazon Talent. Além de ter concorrido como a melhor luta do ano pelo Prêmio Osvaldo Paquetá, considerado o Oscar do MMA nacional, em luta pelo Shooto Brasil 85.

O secretário municipal de Juventude, Esporte e Lazer (Semjel), João Carlos, destaca o quanto Manaus tem revelado atletas de MMA no cenário nacional e internacional. “Manaus é um dos principais celeiros de atletas de MMA do Brasil. José Aldo é o mais conhecido, mas temos tantos outros em destaque pelo mundo afora. Seguimos as orientações do prefeito Arthur Virgílio Neto para cada vez mais auxiliar os nossos atletas”, ressaltou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui