Polícia

Mãe e padrasto de menino que sumiu na mata de Manacapuru são presos

fotos: reprodução/Facebook

A mãe de Gabriel Souza Chaves, de 11 anos, identificada como Michele dos Santos, 23, e o padrasto, Francisco Delfim, 54, foram presos na terça-feira (30). Gabriel desapareceu no último dia 19, nas matas da comunidade do Jacaré, localizada na zona rural do município de Manacapuru (distante 68 quilômetros de Manaus).

De acordo com informações da delegada Roberta Merlyv, foi encontrado ‘pontos obscuros’ na história que levou à prisão do casal. O irmão mais novo de Gabriel já havia informado à polícia que o padrasto é rígido e que batia neles com pedaço de pau.

Segundo a Polícia Civil, mais informações não poderão ser passadas para não atrapalhar as investigações.

Relembre o caso 

O garoto Gabriel Souza Chaves, de apenas 11 anos de idade, está desaparecido desde a última sexta-feira (19). A conselheira tutelar de Manacapuru, Milca Ruiz, que acompanha o caso, informou que o irmão menor de 7 anos relatou que estava assistindo TV com Gabriel pela manhã, quando o padrasto teria chegado e desligado o aparelho, repreendendo as crianças. Os dois moram com a mãe e o padrasto na residência localizada na zona rural.

Descontente com a situação, Gabriel teria saído de casa acompanhado dos cachorros da casa e com um terçado empunhado, em direção a mata e a partir desse momento não foi mais encontrado. O irmão relatou ainda, segundo a conselheira, que o padrasto é rígido com os dois e os agredia com pedaços de pau.

A delegada Roberta Merlyv, de Manacapuru, informou que apesar de a prioridade do momento ser encontrar o garoto, as investigações já estão acontecendo para apurar os possíveis maus-tratos do padrasto com as crianças. Os pequenos relataram que tanto o padrasto, quanto a mãe, seriam usuários de droga.

Buscas

O Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM) respondeu ao chamado de busca e resgate da criança na tarde daquela sexta-feira. A equipe de bombeiros militares da 2ª CIBM/Manacapuru foi acionada para a realização das primeiras buscas.

Uma outra equipe de bombeiros militares especializados em busca e resgate em ambiente de selva do Batalhão de Incêndio Florestal e Meio Ambiente (BIFMA) foi montada para apoiar na ação.

Por Portal Manaus Alerta.