Mãe permitia que parceiro estuprasse as filhas para manter namoro, no AM

Foto: Divulgação

Moradores de uma comunidade situada no município de Maúes (distante a 336 quilômetros de Manaus), denunciaram ao Conselho Tutelar da cidade, uma mulher de 33 anos suspeita de permitir que suas filhas de 11 e 13 anos fossem estupradas pelo namorado (padrasto das meninas), com o consentimento dela. As garotas eram vítimas do crime há mais de cinco anos, uma delas foi obrigada a tatuar o nome do suspeito no braço.

A vítima mais velha relatou à equipe do Conselho Tutelar que era violentada desde os 8 anos de idade. Segundo ela, os atos aconteciam sempre com o consentimento da mãe e um dos motivos para que o crime ocorresse, era o fato do suspeito aceitar a namorar a mãe das meninas. Um acordo de troca era feito para que a mãe aceitasse o homem como seu companheiro.

Com base no depoimento da vítima, o Conselho Tutelar acionou a polícia que, ao chegar na casa, efetuou a prisão da mulher. Na delegacia, a mãe das garotas contou que o ‘namorado’ a ameaçava de morte em caso dela comunicar para alguém o que se passava na casa da família, confessando que sabia do crime, mas se colocando como vítima.

Os policiais ainda fizeram buscas pelo suspeito, mas ele não foi localizado.

A mulher que também é mãe de outras duas crianças, uma de 4 e outra de 1 ano, foi apresentada no 48º Delegacia Interativa de Polícia (DIP) com sua integridade física e psicológica preservadas. As crianças foram levadas para um abrigo e estão sob a tutela dos conselheiros tutelares.

Por Manaus Alerta