Mãe usa cebola para tratar tosse do filho e ele vai parar na UTI

699
Foto: solidcolours/istock

Um tratamento natural contra a tosse que corre na internet levou um menino à UTI. A mãe, Juliana Ishiara, leu que deixar uma cebola cortada no quarto poderia funcionar como um descongestionante natural e aliviar os sintomas. Porém, o quadro do garoto piorou e ele precisou ser socorrido.

Em entrevista ao site Crescer, Juliana contou que, inicialmente, seguiu o tratamento tradicional à base de inalação, lavagem com soro fisiológico e xarope fitoterápico, mas como a tosse não passava, ela resolveu testar o método natural.

“Em menos de cinco minutos, o Henzo começou a ter uma crise de tosse muito forte, que não parava. Ele puxava o ar, mas não conseguia respirar. O esforço para tossir era tamanho que, em minutos, ele vomitou e começou a ficar muito cansado. Eu escutava um forte barulho quando ele tentava respirar”, relatou Juliana ao site Crescer.

Diante da piora, ela correu com o filho para o pronto-socorro, onde ele recebeu oxigênio, tomou injeção de adrenalina e fez inalações de resgate com altas doses de medicamento. Quando o quadro se estabilizou, os médicos decidiram interná-lo na UTI. Foram cinco dias de cuidados intensivos e mais 30 dias de tratamento em casa.

De acordo com Juliana, as enfermeiras do Hospital Notre Dame, em São Paulo, onde Henzo ficou internado, contaram que outras crianças já haviam passado pela mesma situação após terem contato com a cebola cortada.

Crendice popular

A receita é compartilhada em vários grupos maternos no Facebook. No Youtube, também há diversos relatos de mães que testaram e incentivam o método contra a tosse noturna em crianças, porém, não há fundamento científico nesse tipo de tratamento, que é desaconselhável pelos médicos.

De acordo com a pediatra Patricia Rezende, do Grupo Prontobaby, a medida pode agravar o quadro respiratório. “É possível que a cebola cortada libere substâncias que piorem o quadro respiratório da criança por provocar hiperreatividade brônquica, característica funcional típica da asma”, explica a médica.

Em casos de tosse persistente em crianças, o mais indicado é procurar um pediatra para avaliar o quadro. As causas podem ser variadas, desde gripes e resfriados até asma.

Fonte: Crescer