Cidades Destaques

Manaus registra aumento de 40% nos flagrantes de ‘racha’ em janeiro deste ano

Os motoristas flagrados fazendo ultrapassagem perigosa terão que desembolsar R$ 1.915,40, o valor da multa para essas infrações- foto: Divulgação/Detran-AM
Redação
Postado por Redação

As multas para motoristas flagrados participando ou promovendo corridas e “rachas” estão dez vezes mais caras. Mesmo colocando em risco a vida de todos que fazem parte do trânsito, motoristas amazonenses ainda insistem nessa prática. Somente no mês de janeiro, o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-AM) autuou quase 134 motoristas disputando “racha” em Manaus, um número que supera em mais 40% o registrado no ano passado, quando 94 motoristas foram atuados por essa infração.

Além da pratica do “racha”, pelo menos metade dos motoristas autuados durante as blitze realizadas pelo Detran-AM não possuem Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e muitos dos veículos usados são roubados ou clonados.

Fuga e acidente

E os riscos para quem insiste na praticar dessas disputas são muitos. Em uma das blitze realizada na semana passada, sete motoristas foram flagrados realizando manobras perigosas e “racha” na avenida Torquato Tapajós, zona norte de Manaus. Um dos condutores tentou fugir furando o bloqueio montado pelos agentes de trânsito. Ele conduzia o veículo Honda/Civic LX, azul, placa JWU 9207, que pegou fogo após bater em poste de energia elétrica.

Autuações e multas

Os motoristas flagrados fazendo ultrapassagem perigosa terão que desembolsar R$ 1.915,40, o valor da multa para essas infrações. A pena para quem for pego participando de “racha” pode chegar a três anos detenção. Se a prática resultar em lesão corporal grave ou morte, a pena poderá ser de reclusão, que inclui o regime fechado. A sentença prevista é de três a seis anos de reclusão no caso de lesão corporal e de 5 a 10 anos no caso de morte.

Além do valor da multa, o motorista sofre penalidades administrativas, como a suspensão do direito de dirigir, independentemente de se alcançar 20 pontos no prontuário da Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Em todas essas infrações, o condutor flagrado reincidindo nos 12 meses seguintes, terá a multa dobrada, alcançando o valor de R$ 3.830,80.

Com informações da assessoria

Comentários

comentários


Deixe um comentário