Manaus tem queda de 16% nos latrocínios e 17 prisões pelo crime

foto: Alailson Santos/PC-AM

Dezessete suspeitos foram presos pelas polícias Civil e Militar, no primeiro semestre de 2020, pelo crime de latrocínio, o roubo seguido de morte. De acordo com dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM), as ocorrências desta natureza registraram queda de 16% entre os meses de janeiro e junho na capital amazonense, em relação ao mesmo período do ano passado.

Manaus registrou 16 mortes pelo crime de roubo seguido de morte nos primeiros seis meses deste ano. Em igual período de 2019, foram 19 casos. As investigações desse tipo de ocorrência cabem à Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (DERFD), da Polícia Civil.

A redução de latrocínios acompanha a queda dos chamados Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI), que englobam homicídios, latrocínios e lesão corporal seguida de morte. Todos fecharam o primeiro semestre em queda em Manaus. Os homicídios, por exemplo, acumulam retração de 3%, reflexo da intensificação do trabalho policial, determinada pelo governo Wilson Lima, sob a gestão do secretário de Segurança, coronel Louismar Bonates.

De acordo com o secretário de Segurança, mesmo com o isolamento social em Manaus por causa da pandemia de Covid-19, o policiamento foi mantido. “Aumentamos, inclusive, o policiamento, porque além da Segurança Pública, nós também passamos a fiscalizar o cumprimento dos decretos do Governo do Estado. Isso aí levou um efetivo ainda maior para as ruas, o que nos ajudou na redução desses índices de criminalidade”, destacou.

Colaboração com a Polícia

Para denunciar pessoas suspeitas de participação em latrocínios, a população pode ligar para o número 181, disque-denúncia da SSP-AM, ou para o (92) 99148-5290, linha direta da DERFD. A unidade da Polícia Civil está situada na avenida 7 de Abril, número 215, bairro Alvorada, zona centro-oeste da cidade.

Com informações da assessoria