Maternidade Ana Braga vai ampliar leitos exclusivos para Covid-19

Foto: Rodrigo Santos/SES-AM

O Secretário de Estado de Saúde (SES-AM), Marcellus Campêlo, esteve, na tarde desta quinta-feira (7), na Maternidade Ana Braga, zona leste, que está sendo reestruturada para ampliação de leitos. A unidade deverá implantar mais 18 leitos clínicos e dez de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) exclusivos para pacientes com o novo coronavírus (Covid-19).

A maternidade já possui 12 leitos clínicos e dez de UTI exclusivos para Covid-19, além de sala rosa, e também irá abrir um centro obstétrico para partos de pacientes infectadas. Toda a estrutura para os pacientes acometidos pelo novo coronavírus irá atender aos protocolos sanitários e respeitará a segregação das demais áreas da unidade.

“Nós vamos fazer uma reestruturação na Ana Braga, de modo a estabelecer um andar segregado somente com pacientes Covid-19. Aqui, temos muito potencial para ampliação de leitos, tanto leitos para o atendimento da política de saúde materna, quanto para a estrutura da Covid-19. A nossa equipe de engenharia já está sentando com a direção da unidade para, de forma rápida, fazer as adequações necessárias”, afirmou o secretário.

O serviço ambulatorial ocupará o espaço onde funcionava o banco de coleta de sangue do Hemoam, que foi desativado. Outra novidade, na maternidade, será a separação das recepções do setor de urgência, onde chegam as grávidas que vão dar à luz, da recepção do serviço ambulatorial e de fisioterapia.

“Vamos ter uma recepção específica para a urgência e outra para o serviço ambulatorial. Isso dará mais qualidade ao atendimento”, disse a diretora Rose Lobo.

Com informações da assessoria