Polícia

Médico cubano é preso no Amazonas suspeito de estuprar enteado e agredir a esposa

foto: reprodução/Facebook

Um médico cubano de 31 anos foi preso em Presidente Figueiredo (distante 127 km de Manaus), por estupro contra o próprio enteado de 13 anos e agressão contra a esposa. O caso foi denunciado ao Conselho Tutelar do Município.

Em depoimento o garoto afirmou que o padrasto fazia sexo com a mãe em vários cômodos da casa, sem sua importar com a presença do adolescente. O garoto também afirmou que era as vezes acordado pelo padrasto no meio da noite para fazer massagem no médico enquanto o mesmo se masturbava.

A mãe do menino chegou a negar as acusações, mas voltou atrás e confirmou que era agredida e que o jovem sofria agressões por parte do padrasto. A mulher já havia aberto um Boletim de Ocorrência contra o marido em Vilhena, em Roraima, onde a família morava antes.

A esposa justificou que tinha medo de denunciar o marido por depender financeiramente dele. O cubano trabalhava no município pelo programa Mais Médicos, e deve seguir preso a disposição da Justiça.

Portal Manaus Alerta