Médico ginecologista é acusado de vender imagens de pacientes nuas a site pornô

Agentes encontraram uma câmera escondida no teto do consultório. Suspeito nega acusação e alega rivalidade. Foto: Reprodução

Um ginecologista na Ucrânia é acusado de vender imagens de dezenas de pacientes nuas para um site pornô. As gravações teriam sido feitas durante o atendimento, sem o consentimento das vítimas. As informações são do jornal britânico Daily Mail.

O escândalo estourou quando uma paciente descobriu que imagens dela sendo submetida a um exame transvaginal foram parar no site adulto. Outras mulheres também apresentaram denúncias.

Durante as investigações, agentes encontraram uma câmera escondida no teto do consultório. Questionado, o ginecologista alegou que um rival havia instalado a câmera no consultório a fim de prejudicá-lo.

Vyacheslav Tripolko foi preso e liberado logo em seguida. O ginecologista, contudo, teve a sua licença para trabalhar como médico anulada após o escândalo.

Via Metrópoles