Destaques Economia

Melo apresenta Matriz Econômica Ambiental para Federação das Indústrias do Amazonas

Melo falou da importância da participação dos membros da federação na construção do novo modelo econômico- Foto: Joel Arthus/Secom
Redação
Postado por Redação

Depois de lançar oficialmente a nova Matriz Econômica Ambiental como política de Estado, o governador do Amazonas, professor José Melo, apresentou a alternativa, que é a principal proposta de crescimento econômico para a região e alternativa para a Zona Franca de Manaus, aos membros da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam). A apresentação aconteceu na noite de ontem (9) durante a 1ª Reunião Ordinária da Diretoria da entidade em 2017.

Na ocasião, o governador destrinchou as principais propostas da Matriz, que já tem orçamento de R$ 450 milhões previstos para este ano, que fomentarão a implantação de uma nova economia sustentável focada no desenvolvimento de projetos voltados para as riquezas naturais do Amazonas, tais como a piscicultura, fruticultura, fármacos, cosméticos, entre outros.

Melo falou da importância da participação dos membros da federação na construção do novo modelo econômico. “Não se faz nada sozinho. Você não atinge as metas sociais se não tiver emprego e renda, que são gerados pelos empresários. Então, a Matriz não vai deslanchar se os empresários não entenderem do conceito e estiverem dispostos a investir seu dinheiro. Portanto, temos que anunciar a proposta em todos os lugares, mas principalmente entre os empresários”.

O governador fez questão de reforçar que ambos os modelos econômicos, tanto o atual, movido pela indústria, quanto o proposto por ele, vão trabalhar em conjunto. “Primeiro, a Zona Franca de Manaus é muito importante para nós, mas ela precisa de um irmãozinho para que tenhamos um modelo econômico mais equilibrado. É aí que entra a Matriz, com uma proposta de exploração sustentável de todos os recursos que a natureza nos deu. Lembrando, nenhuma alternativa exclui a outra, muito pelo contrário, elas se complementam”, afirmou o governador.

Com informações da assessoria

Comentários

comentários




Deixe um comentário