Menino de seis anos, fã da Rocam, se emociona ao conhecer batalhão

Foto: Carlos Soares / SSP-AM

Após gravar um vídeo usando um colete de papelão e pedindo a presença dos policiais militares da Rocam Motos no conjunto residencial Viver Melhor, zona norte, o pequeno Evandro Andes, de 6 anos, visitou, pela primeira vez, o batalhão das Rondas Ostensivas Cândido Mariano (Rocam) na manhã de quarta-feira (04). A unidade fica no Comando de Policiamento Especializado (CPE), bairro Dom Pedro, zona centro-oeste.

O soldado Evandro, como foi chamado pelos policiais, foi apresentado ao comandante do batalhão. Ele pôde usar a boina rajada, andar na viatura e conhecer um pouco a história da Rocam. Durante sua visita, o pequeno não conseguiu conter a emoção pela realização do sonho e foi às lágrimas. Ele disse que, quando crescer, quer ser policial militar.

O soldado Evandro é aluno do Colégio da Polícia Militar (CMPM 7) e filho de militar da reserva. Para o pai do menino, o policial militar Jorge Andes, ver que a criança quer seguir o caminho do militarismo é motivo de orgulho para toda a família. A ideia de fazer o colete de papelão veio do pequeno, que pediu ao pai para confeccionar.

“Quando ele era menor, ele ganhou de um amigo meu uma gôndola da Rocam e desde então, ele passou a usar todo dia. Quando ele assiste a programas de televisão, e passa a Rocam, ele se intitula militar da Rocam. Então, surgiu a Rocam Motos, e ele gosta de moto. Como militar, eu nunca pressionei ele, nasceu dele mesmo essa vontade, e eu me sinto orgulhoso. Cada criança tem uma paixão, e a dele é pela polícia militar”, relatou.

De acordo com o comandante da Rocam, major Wener Vieira, receber a população que admira o batalhão, que acompanha o trabalho e vê no policial uma figura de exemplo, é sempre uma honra. “Para a gente, é sempre uma satisfação imensa e em se tratando de uma criança de seis anos de idade, sinônimo de pureza, então. Ele vem nos visitar e recebe o carinho do batalhão, dá aquela demonstração de alegria verdadeira para nós enquanto polícia militar. É a satisfação que estamos no caminho certo, trabalhando de maneira correta, influenciando crianças para trilhar no caminho da justiça, do que é certo, do que é correto”, disse.

As informações são da assessoria