Mundo

Modelo faz cirurgia para mudar cor dos olhos e quase perde a visão

Bruna mora em Miami, nos Estados Unidos, mas pegou um voo para Bogotá, na Colômbia, apenas para realizar o procedimento que não é aprovado nos EUA.
Redação
Postado por Redação

A busca por um corpo “perfeito” fez mais uma vítima. Muitas pessoas estão se aproveitando do avanço da ciência para realizar procedimentos estéticos cada vez mais arriscados. Nadinne Bruna, de 32 anos, é uma delas, que queria mudar a cor dos olhos, mas acabou perdendo quase toda a visão.

Conhecida como uma celebridade do Instagram, a modelo argentina se submeteu a uma cirurgia que deveria inserir implantes de silicone em seus olhos castanhos para transformá-los em cinza claro, mas a técnica deu errado.

“Estou enxergando como uma pessoa de 90 anos”, lamentou ela em entrevista ao site britânico Daily Mail . “Os médicos já me deram a sentença: meu dano na visão é permanente. Além disso, eu ainda tenho que realizar um transplante de córnea e conviver com glaucoma e catarata.”

Bruna mora em Miami, nos Estados Unidos, mas pegou um voo para Bogotá, na Colômbia, apenas para realizar o procedimento que não é aprovado nos EUA.

Após a cirurgia, sua visão passou a ficar constantemente embaçada, e seus olhos ficaram vermelhos e doloridos durante meses. Por conta disso, a modelo teve que parar de trabalhar, já que não podia mais participar das sessões fotográficas.

O procedimento aconteceu em 2016, no entanto ela só foi à público para falar sobre o que aconteceu agora. “Antes dessa cirurgia meus olhos estavam completamente saudáveis. Eles estavam em boas condições. Eu fui tão ingênua”, contou ela.

Desde que fez a cirurgia, a modelo ficou com uma visão embaçada. Por cerca de um ano seus olhos ficaram avermelhados e coçando constantemente. Ela notou que ficou muito sensível à luz, o que atrapalhava qualquer atividade que envolvesse estar em algum ambiente externo.

Bruna, que ficou com glaucoma devido a danos ao seu nervo óptico contou que depois da cirurgia, ela entrou em depressão profunda. “Eu nesse caso eu fui completamente estúpida. Eu confiei na pessoa errada”, declarou.

Consequências

Para tentar reparar o problema em seus olhos, Bruna retornou à Colômbia duas vezes no ano passado, em março e junho, para dois outros outros procedimentos em busca de uma solução.

No entanto, as tentativas de salvar sua visão não tiveram sucesso e ela foi forçada a procurar atendimento médico nos EUA.

Uma equipe de oftalmologistas do Bascom Palmer Eye Institute de Miami, liderado pelo Dr. Ranya Habash, removeu os implantes perigosos em setembro passado.

Habash disse que os procedimentos para mudar as cores dos olhos como o que Bruna optou podem causar danos “irreparáveis” aos olhos. “O problema de injetar uma placa de silicone no olho é que entope o dreno do olho, como se o ralo de uma pia estivesse tampado. A pressão se acumula e se constrói dentro do olho, causando inflamação e danificando as estruturas”, explicou ele.

Fonte: IG

Comentários

comentários

Deixe um comentário