Moro defende independência das polícias após prisão de Queiroz

O ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, pediu nesta quinta-feira (16) que os fatos envolvendo o ex-policial militar Fabrício Queiroz devem ser esclarecidos.

O ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) foi preso nesta manhã em Atibaia (SP) na casa de Frederick Wassef, advogado da família Bolsonaro.

“O importante é que polícias, Ministério Público e Cortes de Justiça possam trabalhar de maneira independente e que todos os fatos sejam esclarecidos”, escreveu Moro.

Leia a matéria a completa no Metrópoles, parceiro do Manaus Alerta.