Brasil

Morre médica veterinária de 31 anos que teve ‘doença da urina preta’

Foto: Arquivo Pessoal

Pryscila Andrade, médica veterinária que foi internada com a irmã depois de ter ingerido um peixe da espécie arabaiana, morreu nesta terça-feira (2). A mulher de 31 anos estava internada desde 18 de fevereiro, em um leito de UTI, no Real Hospital Português, em Recife.

A doença de Haff está associada à ingestão de crustáceos e pescados e o principal sintoma é o escurecimento da urina, que chega a ficar da cor de café. No caso de Pryscila, aconteceu pela ingestão do peixe da espécie arabaiana.

A síndrome pode evoluir rapidamente: os primeiros sintomas surgem entre duas e 24 horas após o consumo de peixe e causa, principalmente, a ruptura das células musculares. Além da urina preta, entre os principais sinais da doença, estão a dor e rigidez muscular, dormência, perda de força e falta de ar.

Confira a matéria completa no Metrópoles, parceiro do Manaus Alerta