Amazonas

Morre primeira vítima de síndrome ligada a ‘doença da urina preta’, em Itacoatiara

A primeira morte pela síndrome rabdomiólise ligada a ‘doença da urina preta’ foi registrada neste sábado (28) no Hospital Regional José Mendes, em Itacoatiara  (distante 175km de Manaus). A vítima foi uma mulher de 51 anos que ainda não teve a identidade revelada e que faleceu durante a madrugada, após internação desde sexta-feira (27).

Também nesta sexta-feira (27) foram confirmados pela Fundação de Vigilância e Saúde do Amazonas (FVS), os primeiros casos registrados fora de Itacoatiara, um em Manaus e outro em Caapiranga. Apenas em Itacoatiara já eram 24 casos notificados. Em Manaus, se encontram internados em um hospital da rede pública, o paciente oriundo de Caapiranga, sexo masculino, de 65 anos, e outro residente da capital, de 69 anos.

A FVS-RCP, em parceria com a Fundação de Medicina Tropical Doutor Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD), enviou na quinta-feira (26) uma equipe técnica para monitorar o surto de rabdomiólise no município. Os técnicos seguem atuando na investigação do surto no local e dando suporte às ações desenvolvidas pela Secretaria Municipal de Saúde de Itacoatiara (Semsa/Itacoatiara).

Rabdomiólise

A rabdomiólise é uma síndrome clínico-laboratorial que decorre da lesão muscular com a liberação de substâncias intracelulares para a circulação sanguínea. Ocorre normalmente em pessoas saudáveis, na sequência de traumatismos, atividade física excessiva, crises convulsivas, consumo de álcool e outras drogas, infecções e ingestão de alimentos contaminados que incluem o pescado. O quadro clínico da doença pode incluir elevações assintomáticas das enzimas musculares séricas (creatinina-fosfoquinase – CPK).

Referência

A FVS-RCP é responsável pela Vigilância em Saúde do Amazonas. A instituição funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, na avenida Torquato Tapajós, 4.010, Colônia Santo Antônio, Manaus. Contato telefônico da FVS-RCP (92) 3182-8550 e 3182-8551.

Portal Manaus Alerta