Foto: Reprodução/Twitter

O motorista de uber, que assediou uma passageira menor de idade, tentou se defender da acusação alegando que a menina estava chamando sua atenção por estar sentada em uma posição específica e usando um short ‘tipo Anitta’.

A cantora ficou sabendo da declaração do homem e, indignada, se manifestou sobre o caso. “Acabei de receber este vídeo onde o motorista de uber que assediou uma passageira menor de idade tenta justificar o injustificável (seu assédio) dizendo que a menina estava usando um short ‘tipo Anitta’ e sentada numa posição favorável ao assédio. Nada justifica um assédio. A forma de se vestir, sentar, falar etc não significa qualquer autorização ou pedido ou convite a ser assediada e/ou invadida, abusada, estuprada etc”, escreveu.

Leia a matéria completa no CL