Mourão defende avanço de discussões sobre mineração em terra indígena

Foto: Romério Cunha/VPR

A discussão sobre a mineração em terras indígenas precisa avançar no Brasil, na opinião do vice-presidente da República, Hamilton Mourão.
Mourão falou sobre o assunto no programa “A Voz do Brasil”, da Empresa Brasil de Comunicação, nesta quarta-feira (2).


Segundo o vice-presidente, regulamentar a mineração pode trazer benefícios aos próprios indígenas.

“A partir do momento que consultada a comunidade indígena se inicia a exploração mineral dentro daquele território, isso será feito dentro da legislação ambiental, vai recolher imposto e vai beneficiar a comunidade que lá vive. Hoje é feito de forma ilegal,não recolhe imposto e ainda devasta o meio ambiente.”

O vice-presidente disse ainda que é possível manter a floresta em pé, com desenvolvimento sustentável.

“A Amazônia é a última fronteira intocada praticamente no mundo que vivemos. E como consequência ela tem que ser explorada dentro dos parâmetros de sustentabilidade. E aí, salta aos olhos que nós temos que preservar e ao mesmo tempo usar a riqueza da floresta, transformando em bioeconomia e a partir daí …. gerando emprego e renda para os 25 milhões de brasileiros que lá vivem.”

Hamilton Mourão, que também preside o Conselho da Amazônia, lembrou da campanha do Governo Federal para conter as queimadas na floresta. E garantiu que não vão faltar recursos para o combate a ilícitos ambientais na Amazônia.

Em agosto, o Congresso Nacional aprovou um crédito extra de R$410 milhões para que as Forças Armadas prossigam na Operação Verde Brasil II, de apoio às ações de fiscalização do Ibama, ICMBIO e outros órgãos ambientais.

A operação está em curso desde maio deste ano.

As informações são do EBC