Mulher conhecida como ‘Saradinha’, reativa boca de fumo e é presa, no bairro Flores

Andreza e Claudia foram autuadas em flagrante por tráfico de drogas, associação para o tráfico de drogas e corrupção de menores- foto: divulgação/PC

Após denúncias feitas ao número (92) 9962-4480, o disque-denúncia do 12° Distrito Integrado de Polícia (DIP), policiais civis prenderam Andreza Sousa Pereira, 23, conhecida como “Saradinha”, e Claudia Ferreira Pedrosa, 41, pelo crime de tráfico de drogas. Um adolescente de 17 anos foi apreendido. A prisão e apreensão ocorreu na quinta-feira (26), em dois pontos do bairro Flores, Zona Centro-Sul de Manaus.

De acordo com o delegado Henrique Brasil, titular da unidade policial, delações apontavam que uma boca de fumo desarticulada pelas equipes da extinta 5ª Seccional Centro-Sul e 12° DIP, no dia 5 de setembro deste ano, que culminou nas prisões de seis pessoas e apreensões de dois adolescentes, com três quilos de drogas, no bairro Flores, havia sido reativada sob o comando da jovem.

Ainda de acordo com a autoridade policial, ao chegarem ao local indicado os policiais civis encontraram Andreza e o adolescente de 17 anos, que já havia sido apreendido na operação deflagrada no dia 5 de setembro, em posse de entorpecentes, em uma residência na Rua Dinamarca, Conjunto Parque das Nações, bairro Flores.

Na ocasião, eles argumentaram que haviam conseguido a droga com Claudia. Em seguida informaram o endereço onde a mulher poderia ser encontrada, um imóvel na Rua Albânia, mesmo bairro. “No local encontramos Claudia embalando entorpecentes. Durante revista apreendemos no lugar 90 trouxinhas de oxi, duas porções de cocaína, duas porções médias de maconha, uma balança de precisão, R$26 reais em espécie, material para embalo e confecção de trouxinhas’’, explicou Brasil.

Andreza e Claudia foram autuadas em flagrante por tráfico de drogas, associação para o tráfico de drogas e corrupção de menores. Ao término dos procedimentos cabíveis na unidade policial, elas foram levadas para Audiência de Custódia. Já o adolescente irá responder por ato infracional análogo aos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico de drogas. Ele foi reconduzido à Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai).

Com informações da assessoria