Foto: Altemar Alcântara/Semcom

Dando continuidade à programação do Outubro Rosa, a Prefeitura de Manaus realizou uma ação de cidadania para as mulheres, nesta sexta-feira (18), na sede da Subsecretaria de Políticas Afirmativas para as Mulheres e de Direitos Humanos, localizada na rua Araxá, 224, conjunto Duque de Caxias, Zona Centro-Sul.

“Estamos abrindo esse espaço para oferecer exames às mulheres, pois é essencial que levemos os serviços de saúde de maneira mais acessível a este público, não somente durante a campanha do Outubro Rosa, mas durante todo o ano como determina o prefeito Arthur Virgílio Neto”, destacou a titular da Subsecretaria de Políticas Afirmativas para as Mulheres e de Direitos Humanos, Socorro Sampaio.

A programação do Outubro Rosa é coordenada pelo Fundo Manaus Solidária e tem como parceiros a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) e a Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc), com Subsecretaria da Mulher, que realiza, sobretudo, ações voltadas a mulheres vitimizadas.

“A integração entre as secretarias é uma das marcas mais fortes do Fundo Manaus Solidária. É assim que o prefeito Arthur Neto e a presidente do Fundo, a primeira-dama Elisabeth Valeiko Ribeiro, gostam de trabalhar e como nós, das secretarias, nos habituamos a fazer. A mulher é prioridade na gestão do prefeito Arthur o ano inteiro e durante o Outubro Rosa essa mensagem é intensificada para que haja maior conscientização quanto a importância da mulher, de sua saúde para toda a sociedade”, disse a vice-presidente do Fundo Manaus Solidária, Mônica Santaella.

As mulheres tiveram acesso a preventivo, clínico geral, testagem rápida para Infecções Sexualmente Transmissíveis (sífilis, HIV e hepatite B e C) com o apoio dos profissionais da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), além de massoterapia e limpeza de pele e maquiagem.

Para a autônoma Rainele Santos, 36 anos, o espaço municipal destinado a mulheres vítima de violência doméstica é uma “mãe” que ampara a quem precisa. Ela conta que o órgão municipal foi o único lugar que a acolheu devido ser ex-presidiária. “Conheci a subsecretaria por meio de uma amiga, na época eu sofria com a violência doméstica. As mulheres precisam conhecer este lugar, aqui sou tratada com carinho e bem amparada. Hoje, considero este espaço a minha casa. Frequentei diversos cursos aqui e consegui ter uma renda, nesta ação estou aproveitando para me cuidar”, contou.

A campanha do Outubro Rosa reforça o alerta às mulheres sobre o câncer de mama e ao maior compartilhamento das informações dessa doença, além da prevenção do câncer do colo uterino, que mais atinge as mulheres da região.

“Estou aproveitando esse momento para me cuidar, pois o câncer ele está matando muitas mulheres e ainda aproveitar para ficar bela”, disse Mariene Freitas, 43 anos.

Intensificação

Ao longo do mês, as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) intensificam as ações referentes à temática, com abordagem de todos os sujeitos a quem as atividades se destinam: meninas de 9 a 14 anos e meninos de 11 a 14 anos, com a vacina contra o HPV; mulheres de 25 a 64 anos, com exames preventivos; e mulheres de 50 a 69, com exames de mamografia; além da população em geral com atividades educativas.

(*) Com informações da assessoria