Mulheres que fazem sexo toda semana podem atrasar a menopausa

Foto: Divulgação

ma pesquisa feita pela University College London, da Inglaterra, acompanhou por 10 anos cerca de três mil voluntárias e descobriu que mulheres sexualmente ativas entram na menopausa mais tarde que as outras. As mulheres que fazem sexo toda semana, por exemplo, têm 28% menos chance de entrar na menopausa aos 51 anos – idade considerada como padrão. As informações são do R7.

As mulheres, que começaram o estudo aos 45 anos, foram questionadas sobre a frequência sexual nos últimos seis meses, e 64% afirmaram transar uma vez por semana. A regularidade foi suficiente para garantir o atraso do climatério. A pesquisa considerou “sexo” não só a penetração mas também o sexo oral e a masturbação.

Segundo os pesquisadores, a explicação para o atraso seria a de que, sem chance de engravidar pela ausência do ato sexual, o corpo “optaria” por parar de depositar energia na ovulação para investir em outras prioridades. Chamada de “hipótese da avó”, a teoria sugere que essa energia seria canalizada para o cuidado com os netos.

“A menopausa é, obviamente, inevitável para as mulheres, e não há intervenção de comportamento que previna a interrupção da função reprodutiva. Apesar disso, esses resultados são uma indicação inicial que o timing da menopausa pode se adaptar em resposta à probabilidade de engravidar”, afirma a professora Ruth Mace, coautora do estudo, ao Daily Mail.