Polícia

Mulheres são presas, em Manaus, por falsificação e fraude de documentos públicos

foto: Guilherme Silva/PC-AM

Érica Santos do Nascimento, de 28 anos, por falsificação de documento público, e Danielle da Silva Cardoso, 43, por fraude de documento público e falsidade ideológica foram presas, em Manaus. As prisões ocorreram por meio da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (DERFD), na quarta-feira (14), como parte da operação “Heterônimo”.

De acordo com o delegado Denis Pinho, titular da DERFD, Erica foi presa no Pronto Atendimento ao Cidadão (PAC) do Parque 10, zona centro-sul de Manaus, no momento em que recebia o documento de identificação de um indivíduo, já detectado, e que utilizou uma Certidão de Nascimento falsa para dar entrada na emissão do Registro Geral (RG).

Em seguida, Danielle também foi presa, mas no prédio da Delegacia Geral, bairro Dom Pedro, zona centro-oeste da capital, no momento em que tentava emitir um RG em seu nome, suprimindo informações, conforme Denis Pinho.

“Identificamos que os documentos apresentavam inconsistências, constando, inclusive, rasuras em livros de registro civil. Ainda estamos investigando se houve participação de funcionários de cartórios, ou se houve a participação de outras pessoas na produção desses documentos”, salientou a autoridade policial.

O titular da DERFD destacou que os documentos apreendidos passarão por perícia e após os procedimentos, as investigações continuam para identificar mais participantes de um possível esquema.

Procedimentos

Érica e Danielle irão responder pelos crimes de falsificação de documento público e falsidade ideológica. Após os procedimentos cabíveis, elas serão encaminhadas para audiência de custódia e ficarão à disposição da Justiça.

Com  informações da assessoria

Deixe um comentário