Em Manaus, PM incentiva esporte entre crianças e adolescentes com projeto ‘Um Toque para o Futuro’

Foto: Divulgação/SSP-AM

Crianças e adolescentes dos bairros Santo Antônio, São Raimundo e Glória, na zona oeste de Manaus, estão trilhando os primeiros passos no esporte com o projeto social “Um Toque para o Futuro”, desenvolvido pela 5ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) da Polícia Militar. Beneficiando cerca de 70 jovens, com idades entre 8 e 17 anos, o projeto vem revelando talentos para times profissionais.

Criado há cinco anos, o “Um Toque para o Futuro” busca desenvolver habilidades esportivas e incentivar a formação educacional. Para participar, os jovens precisam ter frequência e bom desempenho na escola.

“O projeto veio para ajudar essa subárea, que é a área do São Raimundo, Glória e Santo Antônio. É um projeto social para colocar essas pessoas para serem cidadãos de bem. Para ocuparem suas mentes e não irem para o caminho das drogas. Tanto que o objetivo do projeto é salvar vidas, porque a gente vai ensiná-los nos caminhos certos que devem andar”, resume o coordenador do projeto, o sargento Joaquim Sotero, da 5ª Cicom.

Além de estimular a cidadania e prevenir contra situações de risco em relação às drogas, o projeto não abre mão de que os jovens mantenham-se nas escolas e pensem no futuro profissional. “Se não estiver estudando, não participa do projeto, porque é através da escola que a criança ou o jovem pode se matricular no ‘Um Toque Para o Futuro’. O futebol é o motivacional para eles, tanto que eu exijo boletim. Isso é muito importante. Nós temos ajudado muitos alunos nas escolas”.

Um dos veteranos do time, o estudante do 2º ano do Ensino Médio, Warleson Victor, 17 anos, está de malas prontas para ir para Fortaleza, no Ceará. Ele irá participar de uma sessão de testes a partir do próximo domingo (15) para fechar contrato com o time Fortaleza. Caso passe, o jovem se mudará para a cidade e será o mais novo membro do time cearense.

Victor lembra que conheceu o time do “Um Toque para o Futuro” por meio de uma divulgação feita pelos policiais na Escola Estadual Pedro Silvestre. Desde então, já disputou diversos campeonatos amadores com seus colegas do projeto, e também em times fora do Amazonas. Além do time Fortaleza, ele também jogou nos times de Londrina-PR e Goianiense-GO.

“Eu tive a oportunidade de me dedicar ao esporte, entrar para várias equipes e jogar em campeonatos em outras cidades. Através do projeto conheci o time Fortaleza, e agora eu vou entrar para um time grande”, comemora.

Sotero enfatiza que a proposta é orientar os jovens dos bairros periféricos, mostrando alternativas para que eles desenvolvam talentos e busquem um caminho para o futuro. “Não é só chegar aqui e jogar bola. Temos princípios bíblicos, dou palestras contra as drogas e também levo para passeios. E como é um projeto da Polícia Militar, tem ordem unida, eles têm que saber fazer continência, marchar. Tanto que eu os levo dia 7 de setembro”.

Joaquim Sotero fala da importância da união entre a comunidade e a Polícia Militar. “Quando falamos 5ª Cicom, é Companhia Interativa Comunitária. Então, o projeto tem que estar inteirado com a comunidade, porque a gente vai conhecendo os pais e, a partir daí, vamos ter o conhecimento da necessidade naquele local, onde eles moram. Em termo de alguma coisa estar errado. Assim os dois vão caminhar juntos”, salientou.

Sobre o Projeto – O projeto “Um Toque para o Futuro” é realizado no Campo Sulamérica, localizado na rua Plínio Ramos Coelho, nº 17, bairro Glória. Atualmente, o projeto conta com 75 alunos, com idades entre 8 e 17 anos. Também conta com a participação de dois voluntários: Adenildo Carvalho Simões, de 64 anos, e seu filho Demétrius Rocha Simões, de 26 anos.

As aulas ocorrem às segundas, quartas e sextas pela manhã e à tarde. No período da tarde, o turno é dividido em dois horários, conforme a faixa etária. Nas terças e quintas ocorrem visitas nas casas dos alunos e também nas escolas onde eles estudam, com o intuito de acompanhar como anda a vida familiar e estudantil de cada um.

(*) Com informações da SSP-AM