‘Não posso comprar o que não existe’, diz número 2 da Saúde sobre vacina chinesa Coronavac

Foto: Divulgação

O secretário-executivo do Ministério da Saúde, Elcio Franco, afirmou, nesta sexta-feira (9), que as negociações para adquirir a Coronavac estão no mesmo estágio que o de outras 8 candidatas à vacina, cujo desenvolvimento é monitorado pelo governo federal.

Na prática, o número 2 da Saúde descartou que a vacina chinesa – que é a aposta do governador de São Paulo, João Doria (PSDB) – tenha alguma preferência em relação às tratativas que serão feitas com outros laboratórios para garantir a vacinação da população brasileira contra a Covid-19.

“Não posso comprar o que não existe”, afirmou Franco, lembrando que o acordo fechado com a AstraZeneca – que desenvolve a vacina de Oxford – é de encomenda tecnológica e, no caso do Covax Facility, consórcio capitaneado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), o Brasil fez uma adesão à iniciativa internacional.

Leia a matéria completa no Metrópoles, parceiro do Portal Manaus Alerta