‘Não queiram minha cadeira’, diz Bolsonaro chorando minutos antes de abandonar cerimônia

Foto: Reprodução

O presidente  Jair Bolsonaro teve na agenda de hoje uma cerimônia no Palácio do Planalto em homenagem ao músico paraibano Pinto do Acordeon, autor do jingle de sua campanha. O artista faleceu em julho, aos 72 anos, vítima de um câncer, e Bolsonaro chorou ao relembrar a campanha presidencial de 2018.

“Eu nunca sonhei com este momento”, disse Bolsonaro durante o evento, chorando ao relembrar a campanha de 2018 e o jingle criado pelo músico Pinto do Acordeon.

De acordo com informações do IG, o presidente não comentou sobre o acontecido histórico de horas antes do evento: a retratação histórica de 9,7% na economia brasileira.

Com o fim do discurso em que relembrou sua campanha de 2018,  Bolsonaro voltou a se emocionar e, assim que terminou sua fala, o presidente deixou o local, antes mesmo do fim do evento.