Política

“Não vou reclamar”, diz Bolsonaro sobre salário de R$ 23 mil

Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Em conversa com apoiadores na manhã desta quarta-feira (9), o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), afirmou que receber o salário líquido de R$ 23 mil é uma missão. O momento, gravado na saída presidencial do Palácio da Alvorada, foi divulgado por um canal simpatizante.

“Você sabe quanto eu ganho líquido por mês? Não vou reclamar do meu salário, deixar bem claro. Tudo e tirando o desconto obrigatório, até o mês passado? R$ 23 mil, não estou reclamando não viu, fica tranquilo aí, isso é missão”, disse o chefe do Executivo.

Bolsonaro, hoje, recebe R$ 30,9 mil pela função de presidente e tem mais R$ 10,7 mil em outros benefícios, mas é feito um corte de R$ 2.300 para o teto salarial ser obedecido.

Em sua fala, Bolsonaro fala que recebia o valor “até o mês passado”, isso porque uma portaria publicada em maio pelo Ministério da Economia elevou o salário do presidente.

Além de Bolsonaro, foram beneficiados com a mudança, o vice-presidente, Hamilton Mourão (PRTB), e ministros como Luiz Eduardo Ramos (Casa Civil) e Braga Netto (Defesa), além de e um grupo restrito de cerca de mil servidores federais.

Confira a matéria completa no Metrópoles, parceiro do Manaus Alerta