‘Neymar hits’ na final da Champions: conheça a playlist e o poder da caixa de som do jogador

Foto: Reprodução

Os fãs de Neymar já ficam ansiosos antes do jogo. Assim que ele descer do ônibus para a final da Champions League neste domingo (23), vai sair o resultado que cada vez mais gente procura: que música ele vai ouvir hoje?

Nos últimos dias de partidas, a caixa de som que Neymar carrega na chegada ao estádio alavancou um hit, emocionou artistas, resgatou sua origem e espalhou polêmica. As informações são do G1.

Mesmo em meio a milhões de audições, o “play” do Neymar tem um prestígio maior. Na playlist recente estão:

“Toma”, de Luisa Sonza e MC Zaac
“Oh Juliana”, do MC Niack
“Hoje é rave”, de Barbara Labres e MC WM
“Hawái”, do Maluma
“Par-tusa”, de El Dipy
“Cai lágrimas”, do MC Duda do Marapé
A ligação de Neymar com a música pop vem de longe. Pagodeiros, funkeiros e sertanejos já se deram bem ao virarem “parças” e terem músicas divulgadas em comemorações e posts.

Virou hit

Nas quartas-de-final, contra o Atalanta, o atacante do PSG desceu do ônibus ouvindo um funk-rave que pouca gente identificou. A faixa se chama “Hoje é rave”, da DJ Barbara Labres e do MC WM.

Barbara já era conhecida de Neymar, e o “play” do amigo fez a música acontecer. Nos comentários do clipe de “Hoje é rave” no YouTube, um internauta manda a real: “Procure um comentário que veio antes do Neymar colocar essa música e falhe miseravelmente”.

Mão amiga

Outra amiga de Neymar ganhou um presente antes da semifinal: Luisa Sonza. Ele colocou na sua caixa de som gigante a música “Toma”, de Luisa e MC Zaac. Mas essa jogada foi em dois tempos: Neymar, na verdade, desceu do ônibus ouvindo a música “Oh Juliana”, atual música mais tocada nas paradas de streaming do Brasil, do jovem MC Niack.

Depois que ele desceu e já tinha andado um pouco, mexeu no celular e colocou a faixa da amiga Luisa. Mesmo dividindo a vitória, tanto ela quanto Niack comentaram emocionados nas redes sociais. Neymar também homenageou um funk antigo. Na véspera da semifinal, o jogador que cresceu na baixada santista cantou”Cai lágrimas”, do MC Duda do Marapé, ídolo local que foi assassinado em 2011.