‘Ninguém pode obrigar ninguém a tomar vacina’, diz Bolsonaro

Foto: Reprodução/Youtube

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) entende que cada pessoa terá livre escolha de tomar ou não vacina contra covid-19. Bolsonaro deu uma declaração sobreo assunto na entrada do Palácio do Alvorada, na noite de ontem (31), em Brasília.

Leia também: Bolsonaro libera R$ 2 bilhões para produção de 100 milhões de doses da vacina contra a Covid-19

A apoiadora queria que Bolsonaro proibisse vacinação no Brasil, tendo em vista que o mundo inteiro vive uma corrida para buscar uma cura para  covid-19 o mais rápido possível. “Ninguém pode obrigar ninguém a tomar vacina”, declarou o presidente. Por meio de um comunicado, a Secretaria de Comunicação do Governo Federal (Secom), alegou que “impor obrigações não está nos planos [do Governo]”.

O Brasil já tem um plano para produção de 100 milhões de doses da vacina contra a covid-19, que deve começar em dezembro, por parte da Fiocruz, e começar a ser distribuída no início de 2021. A expectativa do Ministério da Saúde é de que 30 milhões de doses sejam fabricadas entre dezembro e janeiro e 70 milhões nos dois primeiros trimestres de 2021. A campanha de vacinação ainda está sendo planejada.

Portal Manaus Alerta