Nova estrutura do T1 avança em ritmo acelerado

foto: Altemar Alcântara/Secom

A obra de modernização do Terminal de Integração da Constantino Nery (T1), que visa melhorar a qualidade do sistema de transporte coletivo e a mobilidade urbana da cidade, segue em ritmo acelerado. Nesta segunda-feira, (24) com menos de uma semana de trabalho das equipes da Prefeitura de Manaus, os serviços de desmontagem da estrutura metálica, demolição das plataformas e da torre Sul chegam à etapa final.

De acordo com o engenheiro fiscal da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), Felipe Falcão, a obra já avançou dois dias dentro do cronograma. “Oficialmente, iniciamos a obra na última quarta-feira e, com menos de uma semana, temos o trabalho bastante avançado. Com o desmonte da parte metálica concluído, agora estamos focados na demolição da torre Sul e das calçadas das plataformas”, explicou, ressaltando que a torre Norte funcionará como canteiro de obras para os quase 50 trabalhadores que atuam no local.

A obra faz parte do projeto de mobilidade urbana, lançado pelo prefeito Arthur Virgílio Neto e que integra as principais vias no eixo Norte-Sul da cidade. A intervenção visa, além da modernização do T1, dar mais fluidez ao trânsito e ao transporte coletivo na avenida Constantino Nery, assim como acontece na Estação de Transferência do São Jorge. Essa mobilização conta ainda com as estações de transferência da Arena da Amazônia (avenida Constantino Nery), Santos Dumont (avenida Torquato Tapajós), Parque das Nações e Manoa (avenida Max Teixeira), além do complexo viário Professora Isabel Victoria.

“A prefeitura vem pensando em um sistema de transporte público como um todo, então o Terminal 1 é mais uma peça de um grande conjunto, como os outros terminais e as estações de transferências que estamos fazendo e que vão transformar a mobilidade urbana de Manaus, inclusive com a entrega dos novos ônibus para a cidade”, comentou o diretor de Transporte Público do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU), Jean Faria.

Os trabalhos acontecem de domingo a domingo e todo o material recolhido na demolição do T1 será reaproveitado pela J. Nasser, empresa vencedora de processo licitatório e responsável pela execução obra. A próxima fase é a construção do alicerce para a nova estrutura do terminal de integração.

Com informações de assessoria