Novos equipamentos do Hospital Adriano Jorge geram economia e reduzem impacto sobre o meio ambiente

Foto: Arthur Castro/Secom
Manaus Alerta
Postado por Manaus Alerta

A Fundação Hospital Adriano Jorge (FHAJ), unidade de saúde  vinculada à Secretaria de Estado de Saúde (Susam), reinaugurou, nesta sexta-feira (31/7), o Setor de Imagem, que passou a contar com dois novos aparelhos de raio-X digital de alta tecnologia. A chegada dos equipamentos (o Altus DR da Konica Minolta e o CR 35 da Agfa) permitirá uma economia anual de R$ 169 mil, valor utilizado na manutenção do equipamento anterior e na revelação química de imagens.

A instalação dos novos equipamentos representa uma modernização aguardada há mais de 17 anos. Entre os exames que passam a ser realizados, na unidade, estão raio-x de crânio, face, bacia, fêmur, colunas, entre outros.

“A substituição do equipamento antigo pelo atual digital gerou economia significativa e também diminuiu o risco aos profissionais, respeitando o princípio da sustentabilidade porque a revelação deixou de ser química para se digital. Nós vamos poder aumentar a oferta, uma diversidade de exames que a população vai ter acesso e é uma melhoria significativa em um curto prazo compensatório para população do estado do Amazonas”, observou Ayllon Menezes, diretor do Hospital Adriano Jorge.

Meio ambiente

O secretário interino de Saúde, Marcellus Campêlo, destacou, ainda, a redução do impacto ao meio ambiente. “Não vai gerar resíduo. Aqui, teremos apenas o consumo de energia, que é natural e o outro equipamento também consumia e são ganhos de produtividade, principalmente para atender essa unidade e, também, muitas necessidades da rede como um todo”, ressaltou.

“Os exames, antes, eram feitos em películas radiográficas que, teoricamente, se as pessoas jogarem na natureza pode se degradar daqui a 300 anos e hoje, estamos nessa realidade atual. Um exame feito totalmente digital que a gente manipula a imagem de todas as formas, trabalhando com a parte de computador que você manda essa imagem, ela é trabalhada e visualizada por qualquer computador dentro da unidade”, acrescentou Marcos Lívio, gerente do Setor de Imagens do Adriano Jorge.

As informações são da assessoria