O sabor da gastronomia amazônica direto na tela da 42ª Expoagro Digital

Foto: Divulgação/Sepror

A culinária amazônica conquistou diferentes chefs de gastronomia pelo mundo e não poderia ficar de fora da 1ª Feira Agropecuária Digital do Amazonas (42ª Expoagro), que será realizada nos dias 28, 29 e 30 de setembro. Para acessar as receitas dos mais renomados chefs da culinária regional é preciso entrar no endereço eletrônico www.expoagro.am.gov.br e acompanhar a programação no canal exclusivo 2.5 da TV Encontro das Águas.

No site, será disponibilizado o pavilhão do Festival Gastronômico com vários vídeos de receitas dedicados aos sabores amazônicos.

Devido à existência de muitas espécies de peixes nos rios do Amazonas, a culinária valoriza, acima de tudo, o pescado, trazendo para a Expoagro Digital várias receitas com espécies como o pirarucu, matrinxã e bodó, pratos típicos da região, assim como receitas inovadoras que incluem folhas, flores, castanhas e diversos outros sabores.

Outra inovação no cardápio amazônico disponível na plataforma da Expoagro, é a Cozinha Panc – Plantas Alimentícias Não Convencionais. O termo criado pelo biólogo Valdely Kinupp diz respeito às plantas comestíveis que surgem de forma espontânea em quintais, terrenos baldios e canteiros, mas que não são consumidas por falta de costume e/ou principalmente de conhecimento.

Para o criador do termo, incluí-las no cardápio é se abrir à oportunidade de experimentar uma grande variedade de sementes, castanhas, raízes, folhas e frutos, e consumir um mundo novo de nutrientes. “As Panc’s congregam todas as plantas que têm potencial alimentício e que não são convencionais, mas que fazem parte do nosso dia a dia e que não estão disponíveis nos grandes supermercados.

Aqui, no Amazonas, nós temos uma imensidão de hortaliças e frutas Panc que são muito subutilizadas. Para a Expoagro Digital, tivemos a ideia de trazer a cozinha Panc juntamente com a chef Débora Shornik, do Restaurante Caxiri, que incorpora em sua cozinha os mais variados tipos de plantas orgânicas. Investir nisso trará benefícios alimentícios ricos, pois o alimento Panc, além de ser uma cantina pedagógica, desenvolve também a agroecologia”, ressaltou.

Para a chef Selma Reis, chefe executiva do Restaurante Zefinha Bistrô, é importante que o mundo conheça a personalidade da gastronomia local, e a Expoagro Digital vem abrir essa oportunidade para que qualquer turista, de qualquer lugar do mundo, conheça a culinária regional.

“Nesse momento, participar da Expoagro Digital é uma forma de atrair turistas para nosso estado, de unir empresários e Governo com apoio mútuo, ainda que estejamos sob a pressão do vírus. É importante adotar novas formas de comunicação e vestir a camisa, divulgando e fomentando nosso negócio para que, assim, possamos manter as empresas abertas e os empregos garantidos, ainda que a economia não esteja funcionando em sua totalidade”, disse a empresária.

Agenda

28 de setembro, às 18h10 – Chef Selma Reis- Bodó ao Tucupi

29 de setembro, às 9h – Chef Renata Peixe-boi e Chef Déborah Shornik – Salada de frutas, folhas e flores/ Caldo de Cogumelo/ Vitaminada Amazônica

29 de setembro, às 18h- Chef Milton Rola – Pirarucu com Crosta de Castanha

30 de setembro, às 16h30 – Chef Jovelina Priante – Matrinxã com farofa de banana

As informações são da assessoria