Orla da Glória proporciona qualidade de vida à população

A obra possibilita a prática de atividades como aula de zumba, que atrai moradores de bairros vizinhos e até de outras zonas da cidade- foto: Tiago Correa

O sonho da aposentada Mary Neves, 70, sempre foi ter um espaço para aproveitar os finais de tarde, praticar atividades ou apenas apreciar o pôr do sol num belo lugar. O desejo de quem já havia perdido as esperanças foi realizado e, há um ano, a comunidade do bairro da Glória e entorno ganharam uma orla completamente revitalizada, com melhor aproveitamento do espaço e intervenções urbanísticas que modificaram a estética do local. “Moro aqui desde menina e sou testemunha de que essa obra foi uma coisa muito boa para nós, tornando-se um sinônimo de qualidade de vida. Nosso bairro está bem melhor”, considerou.

A obra possibilita a prática de atividades como aula de zumba, que atrai moradores de bairros vizinhos e até de outras zonas da cidade. “Começamos com as aulas em abril, inicialmente com 20 alunos, mas já chegamos a trazer 150 pessoas para a dançar aqui, em noites de aulões especiais”, comentou Elton Viana, morador do bairro e idealizador do projeto.

Aulas movimentadas

Realizadas às segundas, quartas e sextas-feiras, com início às 19h e, aproximadamente, duas horas de duração, as aulas são comandadas por professores de dança. “Participo há cinco meses do projeto e me sinto orgulhoso em colaborar para a saúde e bem estar das pessoas, por meio da dança e do entretenimento. A comunidade se envolve e adere às aulas cada vez mais”, comentou o professor de dança Rico Salles, 23.

A funcionária pública Irene da Cruz Xavier, 45, moradora da orla, costuma frequentar o local com toda a família. “Moro com meu marido e dois filhos. Todos usamos o espaço e os benefícios se prolongam para outros bairros. Enquanto faço a aula de dança, meu marido faz exercícios e meus filhos aproveitam para brincar. A obra ficou muito bonita e nos tirou daquela realidade que enfrentávamos, está tudo muito diferente”, considerou a comunitária.

Moradores de bairros como Aparecida, São Raimundo, Compensa e São Jorge também participam das atividades na orla. “São pessoas de todas as faixas etárias e o interessante de ver é que a comunidade se mobiliza pela preservação do local. Ainda está intacto e zelamos pela limpeza constante daqui. Agradecemos o que existe hoje, é um grande avanço”, concluiu Elton Viana, organizador das atividades.

Com informações da assessoria