Meio ambiente

Ornamenta Manaus deverá utilizar 50 mil mudas de espécies variadas em ações de paisagismo neste ano

O foco do trabalho serão as alças de retorno, trechos de confluência, rotatórias e triângulos, entre outros espaços permeáveis disponíveis no traçado viário da cidade- foto: Arlesson Sicsú/Semmas
Redação
Postado por Redação

O programa de arborização e paisagismo, o Arboriza Manaus, lançado em 2016, entra este ano numa segunda fase. Depois de realizar o plantio de 25.060 mudas de árvores em mais de 150 logradouros públicos da cidade, ao longo de dois anos, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas) começa agora a investir no paisagismo com a implantação de jardins com espécies ornamentais nos canteiros centrais, rotatórias, passeios públicos e praças da cidade.

O projeto, denominado Ornamenta Manaus, atuará também na manutenção das mudas de árvores plantadas pelo Arboriza. A equipe de campo, responsável pelo plantio, recebeu treinamento ao longo de dois dias, no Parque Lagoa Senador Arthur Virgilio Filho, no Japiim, sobre os novos procedimentos a serem adotados. Pelo menos, 50 mil mudas ornamentais estão sendo preparadas para serem utilizadas no projeto.

O secretário municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Antonio Nelson de Oliveira Júnior, explica que a finalidade é introduzir espécies ornamentais compondo o paisagismo com a arborização. “Manaus cumpriu a meta de implementação de arborização urbana em dois anos e parte agora para as ações de manutenção que vão garantir que essas mudas plantadas cresçam e se tornem árvores em toda a cidade, e paralelamente introduzir intervenções de jardinagem nos canteiros centrais, praças e demais logradouros públicos onde houver área permeável e for possível”, afirmou.

Já começaram as intervenções nas avenidas Coronel Teixeira e estrada do São Jorge. Em seguida, serão alvos do trabalho as avenidas Ephigênio Salles, Boulevard Álvaro Maia, praça Chile, rotatória da Maceió, Complexo Viário 28 de Março e Max Teixeira.

O foco do trabalho serão as alças de retorno, trechos de confluência, rotatórias e triângulos, entre outros espaços permeáveis disponíveis no traçado viário da cidade. No Viveiro Municipal, que funciona na sede do Instituto Federal de Educação do Amazonas (Ifam), zona Leste, espécies como ixora, ararinha, alamanda, duranta, abacaxi roxo e dianela estão sendo propagadas para atender a demanda de plantio.

Consulta

Outra novidade para 2018: além das áreas elencadas para receber as ações de paisagismo, a Semmas pretende abrir uma consulta pública à população para que ela também indique áreas em que possam ser implantados projetos paisagísticos, após avaliação de viabilidade pelos técnicos. Plantar onde os cidadãos queiram ver o serviço implantado. É uma forma de envolver ainda mais a população com o tema.

Com informações da assessoria

Deixe um comentário